Elvis: Mãe de Kevin Smith chorou ao ver cena de Rei do Rock mexendo a pélvis

Cineasta também contou como a mãe desfez de um de seus trabalhos indiretamente ao elogiar o protagonista

publicidade

Kevin Smith é conhecido por analisar muitos filmes, normalmente dos universos de super-heróis da DC e Marvel, mas recentemente ele resolveu fazer uma crítica da cinebiografia Elvis, e quando falava sobre contou que sua mãe chorou em um momento estranho do filme.

O cineasta comentou seu parecer sobre o longa dirigido por Baz Luhrmann, em um recente episódio do podcast Fatman Beyond, que ele apresenta ao lado de Marc Bernardin, e revelou que assistiu o filme com sua mãe, presenciando assim a reação estranha dela ao famoso e sexy movimento de Elvis.

“Minha mãe chorou durante o filme três vezes, e foi tão estranho porque no filme há uma cena em que ele mexe a pélvis pela primeira vez e todas as mulheres ficam tipo: ‘aaah!’ Minha mãe estava chorando naquela cena, porque lhe veio a mente: ‘Isso foi antes mesmo de eu estar com seu pai, eu me lembro disso.’ Ela deixou claro, ela era como ‘Eu nunca olhei para as calças dele assim”, ele contou.

publicidade

Sobre o filme mais especificamente, Smith se desmanchou em elogios, tanto ao trabalho de seu colega diretor, quanto a impressionante caracterização do protagonista, que ele afirma que se tornou o próprio Rei do Rock.

“O filme é maravilhoso, eu não sei com se encaixa a vida gigante de alguém em duas horas e meia, mas Baz Luhrman fez um ótimo trabalho fazendo isso. Austin Butler era absolutamente Elvis, acabou de se tornar o cara, até Elvis gordo, eles o colocaram na maquiagem. Pessoas muito magras na maquiagem gorda, simplesmente não funcionam, (mas) gastaram algum dinheiro”, ele opinou.

Austin Butler em cena de Elvis (Reprodução/Youtube)

Ele também comentou sobre o possível imenso orçamento investido na produção para trazer tanta qualidade a estética do que o público vê nas telas, que ele parece ter aprovado como algo que valeu muito a pena.

publicidade

“Este filme é tão caro, que eles devem ter gasto 100, 200 milhões de dólares, talvez facilmente duzentos milhões. Porque eles recriam 1950, cada roupa, eles fazem uma multidão cheia de pessoas, você tem 400 pessoas, cada extra tem seu cabelo feito e suas roupas de época de desgaste. Tão deus muito caro, mas colocado em uso maravilhoso porque ele realmente recriou a era, uma majestade, uma maravilha do cinema”, ele determinou.

Smith finalizou relatando que adorou assistir Elvis ao lado de sua mãe e ver ela se mostrando uma grande fã, mesmo que ela tenha desfeito de um trabalho seu indiretamente.

publicidade

“Mas ver minha mãe chorar durante foi perceber que ela era como uma fangirl total. No final do filme ela estava chorando, e ela era como ‘oh meu Deus, aquele menino que ele era tão maravilhoso’, ela adorou o filme”.

“Ela disse: ‘Eu quero conhecer aquele garoto, aquele menino bonito que interpretou Elvis’, e eu disse: ‘você conheceu aquele menino mãe, ele estava em Yoga Hosers (dirigido por Smith), ele interpretou um dos adolescentes satânicos.’ E minha mãe sem perder tempo disse: ‘Bem, este filme será muito melhor para sua carreira’”, ele narrou.

Elvis chega aos cinemas brasileiro em 14 de julho.

O que você achou? Siga @siteepipoca no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui.

Veja mais ›