Diretor de Thor 4 sai em defesa de Ms. Marvel após ataques na internet

Enlouquecidos, os fãs não param de criticar a série.

publicidade

Os fãs não perdoaram as alterações que foram feitas em Ms. Marvel e encheram a série de críticas, por isso, o diretor Taika Waititi, de Thor: Amor e Trovão, defendeu a atração do MCU.

Ele fez vários elogios aos esforços da produção por incluir mais diversidade dentro do Universo Cinematográfico da Marvel, deixando claro seu amor pela apresentação da cultura muçulmana ao mundo através da protagonista.

publicidade

“A melhor coisa que eu vi é Ms. Marvel. É incrível a maneira como eles fizeram isso. Não é como: ‘Oh! Ela é muçulmana’ e você nunca vê nada disso. É todo esse lado da vida dela”, defendeu o diretor.

Bruno Carrelli (Matt Lintz) e Kamala Khan (Iman Vellani) em Ms. Marvel
Bruno Carrelli (Matt Lintz) e Kamala Khan (Iman Vellani) em Ms. Marvel (Divulgação/ Marvel Studios)

A série vem sendo atacada desde o início, e Iman Vellani também se pronunciou

Além de criticarem os poderes de Kamala Khan, os fãs também estão falando mal dos efeitos especiais do quinto episódio.

Por isso, a atriz resolveu falar tudo que ela pensa sobre a questão:

publicidade

“Não estou nas redes sociais, mas ouço coisas que minha mãe me diz. É honestamente muito risível, e acho que a mudança é assustadora para muitas pessoas. E ter uma série que envolve uma garota de 16 anos que é paquistanesa, muçulmana e super-heroína… é assustador para muitas pessoas”, disse ela, em entrevista à NME.

“Acho que a série está sendo responsável por tirar esse Band-Aid, e espero que as pessoas se apaixonem por Kamala. É uma série feita para fãs da Marvel. Queríamos que Ms. Marvel fosse uma carta de amor para os fãs dos quadrinhos. Então, realmente não me importo com isso [críticas]”, finalizou ela.

Kamala Khan (Iman Vellani) em cena de Ms. Marvel (Divulgação/Marvel Studios)
publicidade

Criadora já sabia desde o início que esses ataques aconteceriam

A co-criadora e produtora supervisora da série, Sana Amanat, revelou ao site Entertainment Weekly que ela sabia que essas mudanças causariam polêmica mesmo antes de acontecer.

“Cheguei na Marvel Studios há dois anos e meio. Vim por esse projeto, especificamente para supervisioná-lo para a produção, trabalhando com Bisha (K. Ali) e sua equipe. Eles estavam tentando mergulhar a história em um tipo diferente de mitos, conectados às histórias maiores do Universo Cinematográfico Marvel.”‎

“Então, meu primeiro pensamento quando entrei foi: ‘Bem, as pessoas vão ficar muito bravas quando isso sair.’”, falou ela.

O que você achou? Siga @siteepipoca no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui.

Veja mais ›