The Umbrella Academy: Showrunner revela cenas muito caras para produzir

Steve Blackman diz que há algumas coisas que ele gostaria de mostrar mas não pode se dar ao luxo

publicidade

Baseada nos quadrinhos de mesmo nome da Dark Horse Comics, escritos por de Gerard Way, The Umbrella Academy, tem muitas cenas malucas trazidas das HQ, embora nem tudo que o showrunner, Steve Blackman, gostaria de trazer para as telas tenha sido possível devido seu orçamento limitado.

Embora suas duas primeiras temporadas tenham seguido a história de edições específicas dos quadrinhos (Apocalypse Suite e Dallas), a 3ª temporada, que estreou no mês passado na Netflix, criou um enredo próprio, apesar de ainda contar com diversas referências da edição Hotel Oblivion.

Cena do assassinato de JK em The Umbrella Academy (Divulgação/Netflix)
publicidade

Falando sobre as três temporadas em entrevista o programa Tudum, da Netflix, Blackman foi indagado sobre cenas das HQ da Dark Horse Comics que ele gostaria de ter levado para as telas, mas não conseguiu, ao que ele respondeu lembrando de algumas que não foram feitas por serem muito caras.

“Oh meu Deus, tantas coisas. Há a grande história da Torre Eiffel que queríamos fazer das primeiras páginas das crianças lutando contra Gustave Eiffel, e a torre que ganha vida como um robô. Nós orçamos essas coisas. Sentei-me com as equipes de efeitos e disse: ‘Quanto seria isso?’ E então eu fiquei chocado (com a resposta)”.

“Havia algumas coisas que eu queria fazer em Dallas, na 2ª temporada, que simplesmente não podíamos nos dar ao luxo de fazer, mas chegamos ao Dealey Plaza. Eu estava muito orgulhoso que poderíamos realmente fazer isso”, ele afirmou.

Cena do assassinato de JK em The Umbrella Academy (Divulgação/Netflix)

Quanto aos motivos do cineasta para mudar um pouco as coisas, e criar um enredo próprio para a 3ª temporada, ele garantiu em uma recente entrevista ao site americano The Wrap que é algo que ele acordou previamente com o escritor dos quadrinhos.

publicidade

“Tento sempre respeitar o material de origem, mas Gerard Way [autor das HQs]e eu chegamos a uma conclusão que ele meio que aceita como o programa de TV e a HQ não são mais a mesma coisa,” ele contou.

Cena do assassinato de JK em The Umbrella Academy (Divulgação/Netflix)
publicidade

Ele acrescentou que um acaba influenciando o outro, mas que ele não consegue levar a história nas telas tão longe quanto o escritor leva nos quadrinhos.

“Na verdade, somos meio simbióticos onde há coisas no programa de TV que influenciam os quadrinhos e vice-versa. Claramente o que ele faz nas HQs influencia o enredo do seriado. Porém, Way vai para lugares em Hotel Oblivion que provavelmente não iremos,” ele salientou.

As três primeiras temporadas de The Umbrella Academy estão disponíveis na Netflix.

O que você achou? Siga @siteepipoca no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui.

Veja mais ›