Presidente da Marvel inspirou morte de personagem em Doutor Estranho 2

Produtor ainda comentou que a morte do Senhor Fantástico ficou falsa propositalmente

publicidade

Umas das estreias mais aguardadas do ano, Doutor Estranho no Multiverso da Loucura realizou um desejo antigo de vários fãs do Quarteto Fantástico, quando John Krasinski surgiu interpretando o Senhor Fantástico.

Porém, como os fãs já sabem, o personagem teve um final nada agradável e ainda não se sabe o futuro de Krasinski no Universo Cinematográfico da Marvel.

publicidade

Mas, no final das contas, a morte nada comum de Reed Richards, em Doutor Estranho no Multiverso da Loucura, surgiu pelas mãos de ninguém menos que Kevin Feige, o presidente da Marvel Studios.

John Krasinski como Senhor Fantástico em Doutor Estranho 2
John Krasinski como Senhor Fantástico em Doutor Estranho no Multiverso da Loucura (Reprodução / MarvelStudios)

A novidade foi revelada pelo supervisor de efeitos visuais, Julian Foddy, em uma entrevista para o site Before and After. Ao comentar sobre a dificuldade em criar as cenas em que o Senhor Fantástico é literalmente desfiado pela Feiticeira Escarlate, Foddy revelou que a ideia partiu de Feige.

“Em um ponto, Wanda transforma Reed Richards (John Krasinski) em todas essas formas desfiadas e pegajosas. O ponto de partida foi alguma referência que nos foi passada por Janek Sirrs diretamente de Kevin Feige. Era alguém passando um pedaço de argila de modelagem ou massinha Play-doh através de um triturador”, afirmou Julian Foddy.

publicidade
John Krasinski como Senhor Fantástico em Doutor Estranho 2
Senhor Fantástico (John Krasinski) e Illuminates em Doutor Estranho no Multiverso da Loucura (Reprodução / Marvel Studios)

O produtor ainda comentou que existe “uma certa fraude” na cena que, segundo Foddy, deixou alguns aspectos realistas de lado, isso para que os takes ficassem mais bonitos visualmente.

publicidade

O produtor comentou que uma cena realista seria uma verdadeira carnificina, com “muita carne e sangue”, algo que a Marvel não quer nos cinemas.

“Fazer com que pareça matéria orgânica e obter a quantidade certa de flexão e equilíbrio para as cordas, à medida que elas saem, foi um grande desafio técnico. Havia uma certa fraude, porque se você realmente destruísse um ser humano real dessa maneira, haveria muita carne e sangue. Claro, este é um filme da Marvel e não queremos ser muito horríveis”, afirmou Julian Foddy.

Doutor Estranho no Multiverso da Loucura já está disponível no catálogo do Disney+.

O que você achou? Siga @siteepipoca no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui.

Veja mais ›