Diretor de Predador: A Caçada explica porque escolheu contar história do passado

Época dava a chance de mostrar cultura esquecida por Hollywood.

publicidade

Dan Trachtenberg, diretor de Predador: A Caçada, explicou o maior motivo que o fez querer contar uma história do Predador tantos anos antes de tudo o que já foi mostrado antes na franquia.

O novo filme da série de ficção científica volta um bocado de anos para o século dezessete, em que uma tribo Comanche da região das Grandes Planícies dos Estados Unidos se vê sob ameaça de uma criatura nunca vista antes.

publicidade
Trailer de Prey (Reprodução)
Trailer de Prey (Reprodução)

Em uma conversa com o Film Updates no tapete vermelho do evento de estreia do filme, Dan explicou que o fator que decidiu a época em que a história iria se passar era a cultura Comanche.

Como uma comunidade que não se vê representada adequadamente nas telas com frequência, os indígenas do país mereciam se ver seus antepassados retratados em um filme como os personagens principais de uma história, disse:

“Por que não fazer o filme no passado? Acho que, principalmente, eu queria fazer um filme sobre protagonistas que nunca vemos como os atores principais de um filme, como os indígenas estadunidenses e os Comanches, especificamente falando. Então, o maior motivo para voltar ao passado é este.”

publicidade
Amber Midthunder é Naru em Predador: A Caçada (Reprodução)
Amber Midthunder é Naru em Predador: A Caçada (Reprodução)

Além disso, Dan também esclareceu que ele viu a chance de representar a cultura indígena de uma maneira positiva, e não apenas como o estereótipo apresentado nos cinemas desde os anos 40:

publicidade

“Eu queria mostrar muito mais do que vemos normalmente quando os indígenas dos Estados Unidos aparecem em produções. Eles sempre são selvagens em um faroeste, em um filme de cowboy no século dezoito. Então, eu queria poder voltar ainda mais, e retratar o auge do império Comanche.”

Filme não foi infantilizado por conta da Disney

Muitos fãs da franquia se preocuparam muito com o futuro dos filmes quando a Disney adquiriu a 20th Century Fox, agora chamada 20th Century Studios. Muitos achavam que ao entrar para o conglomerado do Mickey, os filmes poderiam ter o conteúdo adulto vetado para atrair um público maior.

Predador (Reprodução)
Predador (Reprodução)
publicidade

Dan garantiu em entrevista para o Comic Book que este não foi o caso de Predador: A Caçada. Ele prometeu que o filme não é o “Predador da Disney”, mas um filme produzido exatamente como foi imaginado desde o início:

“O negócio com a Disney não afetou nada do filme em termos do conteúdo dele. […] E para as pessoas que estão preocupadas que isso vai ser um filme para adolescentes de doze anos, ou que iria se tornar ‘Predador da Disney’. Esse foi um filme da 20th Century durante a experiência toda.”

O Predador: A Caçada estreia no Star+ nesta sexta-feira, 5 de agosto.

O que você achou? Siga @siteepipoca no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui.

Veja mais ›