Ator de One Tree Hill foi demitido por vingança após discutir com diretor: “Me ligou rindo”

publicidade

Parece que tal qual Charmed, One Tree Hill: Lances da Vida também era uma série amaldiçoada. Um dos astros da atração revelou que o diretor do programa ameaçou demiti-lo por motivo bobo, e depois o ligou rindo para falar sobre a demissão.

Craig Sheffer, que interpretou o Tio Keith contou no podcast Drama Queens das atrizes Sophia Bush, Hilarie Burton e Bethany Joy Lenz, que teve uma discussão e tanto com o criador da série Mark Schwahn, após a segunda temporada.

publicidade

Ele disse que exatamente por isso, o personagem foi baleado e morto por seu irmão Dan (Paul Johansson).

“Foi decepcionante, muito mesmo. Eu tinha acabado de financiar um milhão de dólares para conseguir fazer um filme. [Depois da briga com o diretor] Eu ainda continuei em mais seis episódios, perguntava: ‘vou ser cortado’, e ele dizia ‘Claro que não. Você é o personagem baseado no meu irmão, enquanto a série durar, você estará nela’. Mas depois ele ligou para contar”.

Keith (Craig Sheffer) em One Tree Hill
Keith (Craig Sheffer) em One Tree Hill (Reprodução)

O ator explicou que entre uma temporada e outra ficou esperando uma ligação dos produtores, mas nada aconteceu. E quando a temporada estava prestes a começar a ser gravada, Mark Schawhn ligou para ele dizendo que o terceiro ciclo de episódios seria o melhor de todos.

publicidade

“Ele disse: ‘Tenho uma notícia empolgante. Vai ser a melhor temporada de todas. Tenho boas e más notícias. Paul atira em você’. Perguntei: ‘Então quer dizer que vou morrer? Significa que vou ser cortado e não vou ter mais salário?’, e ele estava rindo e dizendo: ‘sim’. Não era só algo ruim, mas a forma. A pessoa não ligou durante meses, e me liga em cima da hora para dizer isso”.

O ator tentou não falar demais, para não se prejudicar, mas foi lembrado pelas ex-colegas de série que estava em um ambiente livre de censura.

publicidade

“Quando eu apareci com esse personagem eu usava uma barba rala, e botas por fora da calça, como sempre fiz. E por muitos episódios eu apareci assim. De repente Mark Schwahn… a produção começou a me ameaçar de demissão por causa das botas, da barba. Eu só queria continuar com as botas do lado de fora da calça por causa do personagem, ele usava até bandana nos quatro primeiros episódios. Eles falaram: ‘Não queremos mais isso. Queremos você barbeado, cabelo penteado para trás, sem essas botas’. Chegou num ponto que eles ligaram para o meu empresário dizendo: ‘se essa luta por poder continuar vamos nos livrar dele’.

Keith (Craig Sheffer) e Lucas (Chad Michael Murray) em One Tree Hill
Keith (Craig Sheffer) e Lucas (Chad Michael Murray) em One Tree Hill (Divulgação/ WB)

O ator perguntou se as colegas, que tinham status de protagonistas também eram tratadas assim. Sophia Bush chamou o diretor de “Voldemort” e disse que ele, um homem adulto, gritou com ela aos 20 anos porque ela havia cortado a franja. “Era controlador, grosseiro, misógino. Gritava com a gente se a gente prendesse o cabelo pra trás”.

publicidade

Vale lembrar que em 2017, cinco anos depois que a série terminou Mark Schwahn foi acusado de abuso sexual por 18 mulheres que trabalharam no programa, e apresentaram uma carta conjunta para a revista Variety. Ele que estava trabalhando em The Royals, foi demitido, mas nunca respondeu as acusações.

O que você achou? Siga @siteepipoca no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui.

Veja mais ›