Fracasso de crítica, Eternos pode virar líder de bilheteria

Apesar de não ter conseguido nos Estado Unidos o mesmo sucesso que teve no Brasil e em outros países quando estreou, o mais recente lançamento do Universo Cinematográfico Marvel, Eternos, já ultrapassa os US$ 300 milhões nas bilheterias globais.

O longa de heróis imortais não foi lá muito bem avaliado pela crítica profissional, mas isso não impediu que ele atraísse milhões de pessoas do mundo todo para assisti-lo nos cinemas.

O fato impressiona, já que, apesar de em menor grau, ainda se vive uma pandemia mundial.

Apesar de ainda não ter alcançado os atuais lideres de bilheteria, Venom: Tempo de Carnificina e Shang-Chi e a Lenda dos Dez Anéis, que ultrapassaram US$ 400 milhões, e Viúva Negra, que beirou os US$ 380 milhões, Eternos tem chances de conseguir.

As críticas ruins, no entanto, não pareceram afetar a confiança da executiva da Marvel, Victoria Alonso, que durante uma entrevista à revista americana Variety falou sobre o assunto apontando que a opinião que conta mesmo é a do público.

“Tentamos agitar e às vezes os críticos não estão conosco. Tudo bem. Agradecemos por ser um crítico. Agradecemos por escrever sobre nós. E os fãs decidirão”, ela determinou.

Eternos
Eternos (Divulgação)

Alonso ainda comentou a polêmica que o longa causou em alguns lugares devido a presença de personagens homossexuais em grande destaque.

“Diversidade e inclusão não é um jogo político para nós. É 100% uma responsabilidade porque você não consegue ter o sucesso global que demos à Walt Disney Company sem o apoio de pessoas ao redor do mundo de todo tipo de humano que existe”, ela garantiu.

O filme

Eternos acompanha um grupo de alienígenas imortais que viveram na Terra por mais de 7.000 anos, e acabaram se reunindo novamente para proteger a humanidade dos vilões Desviantes, que ameaçam a existência da humanidade.

O filme se passa em dois períodos de tempo, uma linha do tempo do passado e uma do presente, nas quais se mostra ângulos diferentes da relação entre os imortais. Separados pelo tempo e diferenças, eles devem se reunir contra um inimigo em comum, os Desviantes.

Mais uma produção do Universo Cinematográfico Marvel, o filme conta com direção de Chloé Zhuo, que divide a autoria do roteiro com Patrick Burleigh, Kaz Firpo e Ryan Firpo.

O elenco conta com Angelina Jolie como Thena, Richard Madden como Ikaris, Kumail Nanjiani como Kingo, Lauren Ridloff como Makkari, Brian Tyree Henry como Phastos, Salma Hayek como Ajak, Lia McHugh como Sprite, Don Lee como Gilgamesh, Gemma Chan como Sersi, e Barry Keoghan como Druig e Kit Harington como Cavaleiro Negro.

Veja mais ›