Brooke Shields critica falta de aceitação de mulheres mais velhas no cinema

Atriz afirma que mulheres com mais de 40 anos não tem valor na indústria

publicidade

Brooke Shields, estrela de sucessos como A Lagoa Azul (1980) e Amor Sem Fim (1981), declarou em entrevista que a indústria cinematográfica não acolhe mulheres com mais de 40 anos e que elas são descartáveis.

A atriz e modelo americana de 57 anos criticou o que é chamado de etarismo – preconceito a pessoas por sua faixa etária, e durante bate-papo no programa Gayle King ela falou mais sobre o assunto.

publicidade

“Ainda tenho a minha carreira, ainda sigo trabalhando, mas aqui estou eu chocada com como sou pouco representada. Ou você tem seus 20 e poucos anos e é sexy e fabulosa ou você usa fralda geriátrica e dentadura”, declarou.

Brooke Shields com seu esposo e filhas (Reprodução/Instagram)

 

A estrela completou dizendo que “a partir dos nossos 40 anos começamos a viver as nossas vidas, mas aí nos tiram do mercado. Acabou. E uma vez que acabou, você para de de trabalhar, você é tirada do jogo. Fico enfurecida por isso”.

Durante a entrevista, Brooke falou também sobre o relacionamento com suas filhas, Grier (15 anos) e Rowan (18 anos), frutos do seu casamento com o empresário Christopher Henchy, com quem se casou em 2001.

publicidade

A atriz se emocionou ao falar da relação com as filhas e de um recente trabalho que realizou com a filha mais nova, uma campanha publicitária para a famosa marca Vitoria Secret’s.

“Acho que nunca pude controlar a intensidade desse amor que chega a doer. Você pensa, ‘ah, vou amar os meus bebês, eles vão significar tudo para mim’, mas depois pensei ‘eu realmente quero seguir sentindo a intensidade desse amor?’. Porque dói. O tempo todo”, afirmou.

publicidade

Brooke Sheld foi um dos símbolos de beleza da década de 1990 e também estrelou em outros sucessos como Pretty Baby: Menina Bonita (1978), Sahara (1983), Castelo do Medo (2010), Wanda Nevada (1979), Comunhão (1976), Assédio Moral (1993), Os Outro Caras (2010), As Pílulas do meu Amor (2020), entre outros.

A Lagoa Azul
A Lagoa Azul (Foto Divulgação)

 

Atriz havia declarador anteriormente como o clássico Lagoa Azul a sexualizou

publicidade

Aos 16 anos, Brooke marcou sua carreira ao atuar no filme A Lagoa Azul, ao lado do ator Christopher Atkins, e no filme ela aparecia totalmente nua, se tornando até um símbolo sexual naquela época.

Depois de várias décadas, a atriz contou como se sentiu sexualizada no filme e o impacto que isso trouxe para sua vida profissional.

Minha aparência pagava as contas. Eu simplesmente amei a aprovação. E adorei trabalhar e adorei estar no set. Não era como se eu sentisse a responsabilidade tanto quanto: ‘Meu Deus, vamos conseguir um carro. Oh, nós compramos uma casa. Compramos outra casa.’ Tipo, se eu fizer isso, nós pegamos isso. Foi assim por décadas”, contou.

 

publicidade
Christopher Atkins e Brooke Shields (Reprodução)
Christopher Atkins e Brooke Shields (Reprodução)

O que você achou? Siga @siteepipoca no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui.

Veja mais ›