Pioneira atriz negra, Nichelle Nichols, morre aos 89 anos

Atriz foi uma das primeiras mulheres negras a conquistar um papel de destaque na televisão

publicidade

Hollywood sofreu uma grande perda no último sábado (30), com o falecimento de Nichelle Nichols, a saudosa tenente Uhura, do elenco original da série Jornada nas Estrelas (Star Trek), do qual ela fez parte de 1966 a 1969.

A atriz faleceu aos 89 anos de idade em sua casa, de causas naturais, segundo divulgou seu filho, Kyle Johnson, na conta pessoal da mãe no Instagram, na manhã do último domingo (31).

“Ontem à noite, minha mãe, Nichelle Nichols, sucumbiu a causas naturais e faleceu. Sua luz, no entanto, como as galáxias antigas, agora sendo vistas pela primeira vez, permanecerá para nós e as gerações futuras desfrutarmos, aprendermos e inspirarmos. A vida dela foi bem vivida e, como tal, um modelo para todos nós”, ele escreveu.

publicidade

Nichols, que também era cantora e dançarina e chegou a fazer trabalhos como modelo, iniciou sua carreira fazendo musicais, em que começou a chamar a atenção, se destacando o suficiente para se tornar uma das primeiras mulheres negras a conquistar uma papel de destaque na TV.

Nichelle Nichols (Reprodução/Twitter)

Apesar de sua personagem em Jornada nas Estrelas, a tenente Uhura, ser coadjuvante, ela ganhou uma visibilidade incomum para uma artista negra naquela época (1966 a 1969), na qual ainda existia segregação racial em alguns estados americanos.

Seu amor pelo canto e dança quase a fez desistir da série em seu primeiro ano, quando surgiu uma oportunidade de um papel em um musical na Broadway, mas ela acabou sendo encorajada a se manter na televisão por um fã muito especial.

A atriz revelou em uma entrevista como durante um banquete da NAACP (Associação Nacional para o Progresso de Pessoas de Cor) lhe pediram se ela poderia falar com um fã e ela aceitou achando que era um telespectador da série e foi totalmente surpreendida.

“Achei que fosse um Trekkie e disse: ‘Claro’. Olhei para o outro lado da sala e quem quer que fosse o fã teve que esperar porque lá estava o Dr. Martin Luther King caminhando em minha direção com um grande sorriso no rosto. Ele estendeu a mão para mim e disse: ‘Sim, Sra. Nichols, eu sou seu maior fã.’ Ele disse que Star Trek era o único programa que ele e sua esposa Coretta permitiriam que seus três filhos pequenos ficassem acordados e assistissem”, ela relembrou.

publicidade
Tenente Uhura (Nichelle Nichols) e Capitão Kirk (William Shatner) se beijam em cena de Jornada nas Estrelas (Reprodução/Twitter)

Nichols revelou a King seus planos de deixar a série, e o ativista imediatamente tratou de convencê-la de não fazer, o que ele considerava que seria uma grande perda para a comunidade negra.

publicidade

“Eu nunca contei a ele por que, porque ele disse, ‘você não pode, você não pode … pela primeira vez na televisão, seremos vistos como deveríamos ser vistos todos os dias, como inteligentes, de qualidade, bonitos, pessoas que sabem cantar, dançar, podem ir para o espaço, que são professores, advogados’. O Dr. King Jr foi além, afirmando: ‘Se você sai, essa porta pode ser fechada porque o seu papel não é um papel negro, e não é um papel feminino, ele pode preenchê-lo com qualquer pessoa, mesmo um alienígena’”, ela contou.

Após a conversa com King ela resolver se manter na série, o que foi um ganho para os fãs, a comunidade negra e a história, já que ela estrelou o primeiro beijo interracial da televisão americana, quando o Capitão Kirk (William Shatner) beijou Uhura no episódio Plato’s Stepchildren, em 1968.

O que você achou? Siga @siteepipoca no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui.

Veja mais ›