Ray Fisher responde aos novos comentários de Joss Whedon: “Mentiras”

publicidade

Em resposta aos comentários de Joss Whedon, diretor de Liga da Justiça, Ray Fisher voltou a classificar as falas do cineasta como “mentiras”.

Na última segunda-feira (18), Joss Whedon deu uma entrevista na qual abordou um dos temas mais controversos da sua carreira, ao comentar sobre as denúncias de comportamento abusivo nos bastidores de Liga da Justiça.

publicidade

Num bate-papo com a NY Magazine, o cineasta negou acusações de abuso, que incluem denúncias feitas pelo próprio Ray Fisher, além de criticar vários membros do elenco do filme da DC.

Indo mais além sobre Victor Stone, personagem de Fisher, Whedon afirmou ter retirado boa parte de sua história porque ela não fazia sentindo e ainda deixou um comentário sobre Fisher, o classificando de como “um mau ator, em todos os sentidos da palavra”.

Ray Fisher (Divulgação)
Ray Fisher (Divulgação)

Então, em resposta aos comentários de seu antigo diretor, Ray Fisher foi ao Twitter e tentando minimizar a fala de Whedon, comentou que em vez de abordar “todas as mentiras e palhaçadas” do cineasta, ele iria celebrar o legado de Martin Luther King, que coincidentemente é homenageado na mesma data.

publicidade

“Parece que Joss Whedon tem que direcionar o fim do jogo pelo visto. Em vez de dar atenção a todas as mentiras e palhaçadas de hoje, vou celebrar o legado do reverendo Dr. Martin Luther King Jr. Amanhã o trabalho continua.”

Injustiçado?

Joss Whedon (Reprodução)
Joss Whedon (Reprodução)
publicidade

Ainda durante a entrevista para a revista nova iorquina, o diretor se defendeu de algumas acusações especificas. Em especial, sobre Fisher, Whedon chegou a ser acusado de racismo, quando o ator comentou que ele teria mudado digitalmente a sua cor de pele, na pós-produção do filme.

Entretanto, tentando se esquivar das acusações, Whedon tomou um comentário no caminho oposto, afirmando que teria, inclusive, um bom relacionamento com Fisher nos bastidores da produção, voltando a afirmar que as mudanças no papel do Ciborgue teriam acontecido devido o baixo desempenho do ator.

Gal Gadot como Mulher-Maravilha — Foto: Divulgação
Gal Gadot como Mulher-Maravilha — Foto: Divulgação
publicidade

Ainda assim, Fisher não foi o único nome a ser citado pelo diretor de Liga da Justiça, que também trouxe o nome da atriz Gal Gadot para a conversa. Falando sobre a interprete da Mulher-Maravilha, Whedon outra vez tentou diminuir as acusações feita pela atriz.

Tentando justificar as acusações de que teria ameaçado encerrar a carreira de Gadot, Whedon disse não ter o costume de ameaçar as pessoas, transferindo a culpa da situação para a atriz israelense, afirmando que por Gadot não ter o inglês como uma língua nativa, ela o teria entendido errado e feito a confusão.

Em resposta a Whedon, Gadot escreveu um e-mail para NY Magazine, ressaltando que ela “entendeu perfeitamente” as falas do diretor.

publicidade

Por fim, Liga da Justiça de Joss Whedon, assim como a versão de Zack Snyder, podem ser encontrados no catálogo do HBO Max.

O que você achou? Siga @siteepipoca no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui.

Veja mais ›