Kate Mara revela o que a ajudou em novos projetos

Kate Mara como Sue Storm em Quarteto Fantástico (Reprodução)
Kate Mara como Sue Storm em Quarteto Fantástico (Reprodução)

Em 2015 foi lançado um reboot de Quarteto Fantástico. O longa metragem foi dirigido por Josh Trank e recebeu inúmeras críticas tanto por conta do enredo quanto por mudar diversos elementos da fonte de onde se inspirou. Kate Mara participou do filme onde interpretou Sue Storm, a Mulher Invisível. Em uma entrevista para o Collider, Mara falou da experiência, apesar de muito ruim, de trabalhar no longa metragem e como isso a ajudou em novos projetos.

Mara disse: “Eu acho que falar é algo que eu acho que todos nós provavelmente aprendemos repetidamente, para seguir seus instintos e se você está sentindo alguma coisa que é desconfortável ou o que quer que seja, há uma razão para isso […]. Eu sou uma pessoa muito dura e realmente defendo a mim mesma. Certo, isso foi há alguns anos e talvez essa situação fosse diferente, mas se eu estivesse nessa situação hoje, simplesmente não teria acontecido ou simplesmente teria sido um ambiente diferente, eu acho. Então, novamente, boa experiência de aprendizado, sabe?”.

E acrescentou: “Esta é outra grande lição que aprendi – perguntando a outros atores – e aprendi essa lição não apenas neste filme, mas em alguns outros depois – perguntando a outros atores como foi sua experiência trabalhando com um produtor, um diretor ou outro ator. Eu nunca fiz isso e agora faço porque acho que se você realmente respeita outro ator e ele trabalhou com alguém com quem você está pensando em trabalhar, então você pode aprender muito apenas conversando com ele. E eu sempre digo, se alguém quiser me perguntar sobre minhas experiências nas coisas, então faça porque eu acho que se você está em uma posição onde você pode fazer uma escolha entre fazer ou não algo – e nós estamos nem sempre, às vezes você apenas tem que trabalhar – mas se você estiver em uma posição onde puder, fazer a pesquisa não apenas com a função, mas com as pessoas com quem você está prestes a trabalhar criativamente é muito importante”.


SIGA-NOS E VEJA MAIS


Veja mais ›