John Boyega faz apelo a estúdios de Hollywood contra ataques racistas

John Boyega
John Boyega (Reprodução)

John Boyega não tem medo de colocar sua carreira em risco para tentar fazer o que acredita. O ator de Star Wars está se manifestando para que os estúdios de cinema de Hollywood passem a apoiar, e impedir ataques racistas e sexistas a atores, e outros profissionais.

Ele próprio sentiu na pele o ódio dos fãs ao protagonizar a famosa franquia da Disney, e LucasFilm, e recebeu centenas de desaforos de fãs que eram contra um homem negro a frente do longa. Mas isso não aconteceu apenas com ele, mas também com Brie Larson em Capitã Marvel, e Lashana Lynch em 007: Sem Tempo Para Morrer.

Em uma entrevista à Variety Boyega disse que os estúdios precisam parar de se esconder e se envolverem mais: “Quando um de seus atores, especialmente um ator que é tão proeminente na história, é anunciado como parte de sua franquia e então tem uma grande reação racial e recebe abusos online e isso começa a formar uma sombra sobre o que deveria ser um presente incrível, é importante para os estúdios emprestarem definitivamente sua voz, darem seu apoio a isso e ter um senso de solidariedade não apenas aos olhos do público, mas também no local”.

Transparente, o ator já reclamou publicamente sobre a Disney ter negligenciado a si mesmo, e a seu personagem na divulgação de Star Wars, dando mais importância no material promocional a personagens brancos que tinham menos importância no enredo. “O que eu diria à Disney é não trazer um personagem negro à tona, comercializá-lo para ser muito mais importante na franquia do que são e, em seguida, colocá-lo de lado. Não é bom. Vou dizer isso diretamente”, disse ele em entrevista à GQ há dois meses.

Comunicólogo balzaquiano, paulistano, e com experiência vasta nesse mundo virtual. Adorador de séries, filmes, quadrinhos, e tudo o que envolve a cultura pop.


SIGA-NOS E VEJA MAIS


Veja mais ›