Diretora de Superman & Lois revela detalhes sobre a luta do Superman contra Bizarro

publicidade

Elizabeth Henstridge, atuou em sete temporadas de Agentes da S.H.I.E.L.D. da Marvel, então se mudou para o universo DC para ser diretora do episódios Anti-Hero de Superman & Lois.

Henstridge dirigiu um episódio que foi impactante na série, onde Tyler Hoechlin teve quer dar vida dois personagens: Superman e Bizarro, mostrou uma das lutas mais difíceis para o Homem de Aço.

publicidade

A atriz e diretora foi entrevistada pelo ComicBook onde comentou sobre a experiência de dirigir o episódio Anti-Hero de Superman & Lois. Ela começou falando sobre transformar Hoechlin em Bizarro.

“A logística de ter um ator como duas pessoas diferentes, com um tipo de cabelo e maquiagem radical, CGI, figurino, tudo muda, é uma prova da logística das filmagens e das pessoas que descobrem essa logística. Ian Samoil era meu diretor assistente. É apenas um esforço de equipe, apenas a programação, apenas a tentativa de descobrir como vamos filmar isso, e foi apenas um lado disso”.

Explorando Bizarro

Embora tenha sido um desafio, Henstridge disse que estava animada por receber um episódio que não era apenas super-relevante para a trama em andamento, mas que carregava o peso emocional, principalmente ao explorar Bizarro.

“Honestamente, eu estava tão animada e grata por ter aquele momento com Bizarro. Eu o amo como personagem, e eu realmente queria fazer justiça a isso. Então eu fiz muita pesquisa sobre como Bizarro passou nos quadrinhos, e como isso se parecia, e trabalhei com cabelo e maquiagem para meio que evocar isso. Há uma imagem que eu tinha em todos os meus documentos de preparação, era tipo, sangue saindo dos olhos e nariz do Bizarro. É muito escuro quando você assiste porque é à noite, mas foi o que fizemos, e tivemos o sangue saindo. Acho que filmando algo baseado em quadrinhos, sempre quero tentar respeitar os quadrinhos e as origens, e esse foi um momento muito importante para nós tentarmos respeitar os quadrinhos e mais ou menos como aconteceu lá. E então Tyler é apenas um profissional. Ele foi simplesmente incrível”.

“Acho que o que o faz cantar é a quietude. Há aquele momento, que você ganhou por ter cenas de luta tão grandes. Você meio que ganha esse momento de reflexão, e há tantas coisas que estão passando pela cabeça do Superman naquele momento de ficar cara a cara com seu doppelganger, e o que isso significa, e o que eles perderam por ele ter salvado Tal-Rho”.

“Bondade” em vilões

publicidade
Tyler Hoechlin em Superman & Lois (Reprodução)
Tyler Hoechlin em Superman & Lois (Reprodução)

Essa grande cena final apresentou três personagens (Bizarro, Tal-Rho e Mitchell Anderson) diferentes que eram vilões de uma forma ou de outra, e Henstridge teve que apresentar cada um deles com “humanidade”.

publicidade

Isso foi um desafio particular, principalmente se tratando de Bizarro e Tal-Rho, que atuaram no interesse do Superman na luta, mas Anderson era outra história. Henstridge explicou:

“Acho que o plano de jogo é sempre jogar com a humanidade disso. Acho que é isso que torna a série tão brilhante, é que temos mais tempo com esses chamados super vilões ou super-heróis e realmente entendemos de onde vêm suas motivações, mas todos estão reagindo às suas circunstâncias. E eu acho que, como atriz e depois como diretora, você quer abordar tudo sem julgamento e apenas interpretar a realidade da situação desse personagem. Então, quando você faz isso, você não precisa se preocupar muito em interpretar o mal. Acho que você sempre tenta interpretar o bem e acaba quebrando o coração de alguns espectadores quando as coisas não dão certo, porque você só pensa , oh cara, você meio que teve a orientação errada nesse ponto. E como você diz, eles não são de todo ruins. E sim, isso torna as coisas um pouco mais suculentas”.

Superman & Lois está disponível na HBO Max.

O que você achou? Siga @siteepipoca no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui.

Veja mais ›