Bridgerton seria uma cópia de Downtown Abbey? Por esses motivos, dizemos que não

Bridgerton: Reprodução

Depois do lançamento de Bridgerton, algumas comparações entre a produção de Shonda Rhimes e Downtown Abbey começaram a surgir.

Entretanto, asseguramos que o novo romance ambientado nos anos da regência está bem longe de ser uma cópia de Downtown Abbey.

A série baseada nos livros de romance da autora Julia Quinn não aparenta nem ter a intenção de se parecer com o programa de sucesso de Julian Fellowes mesmo que, a princípio, pudesse parecer flertar com as mesmas bases que poderiam atrair o público da série de Fellowes.

Mesmo sendo um drama de época que conta a história de escândalos centrados em uma família abastada com filhas em idade de se casar, que acabam ficando divididas entre a obrigação de se casar por dinheiro e o desejo de se casarem por amor, os dois seriados conseguem se diferenciar em vários aspectos.

– Um pouco de Downtown Abbey

Downton Abbey apresentou uma versão caiada da Inglaterra do início do século 20, onde questões de classe, raça, gênero e orientação sexual eram reconhecidas, mas não eram historicamente precisas nem examinadas com sinceridade pelas lentes do século 21.

Em geral, vimos os protagonistas trazendo visões consideradas progressistas para a década de 1910, afinal, a série carregava essa responsabilidade de  atualizar ideias desatualizadas ou apresentá-las de uma forma que deixasse claro que estavam erradas.

Entretanto, Downtown Abbey não conseguiu ser tão radical assim quanto se imaginava em sua apresentação de ideias, ao passo que Bridgerton consegue ser assertivo de uma maneira bastante intensa.

– Mas… Qual o diferencial de Bridgerton?

Uma das questões mais interessantes começa na escolha do elenco principal. O protagonista masculino, Simon Hastings, que é vivido por Regé-Jean Page, é um ator britânico-zimbabuense (que inclusive, não é a única pessoa negra em papel importante na série).

Especialmente em comparação com Downton Abbey (cujo próprio diretor descartou o assunto dizendo que a Grã-Bretanha não era multicultural em 1920), o elenco de Bridgerton é simplesmente sensacional por apresentar pessoas negras em um gênero que já há muito tempo as ofuscou ou apagou completamente. Mas, obviamente, tem mais.

A abordagem de Bridgerton em relação à sexualidade faz a internet ferver tanto de excitação quanto de decepção.

Embora Downton Abbey também trouxesse em seu enredo alguns aspectos que giravam em torno de escândalos de natureza sexual, nunca chegou a retratar o ato em si e todas as conversas relacionadas ao assunto foram bem sutis e propositalmente vagas para manter sua classificação.

Bridgerton, por sua vez, mostra que seus jovens e inocentes personagens lutam para entender o que é sexo e isso funciona tão bem que, mesmo 200 anos depois, infelizmente as pessoas ainda se identificam.

Enfim… Por esses e outros detalhes, as duas séries conseguem ser diferentes, e isso é positivo, afinal, cada uma tem seu objetivo, seu público e seu lugar.

Um Psicólogo que estuda Medicina, ensina inglês, toca piano, ama escrever e tem um gato. =P


SIGA-NOS E VEJA MAIS


Veja mais ›