Astro de Buffy defende atriz que acusou diretor Joss Whedon de assédio

Sarah Michelle Gellar e David Boreanaz em Buffy, A Caça-Vampiros (Foto: Divulgação)

David Boreanaz que fez parte do elenco das séries Buffy, A Caça-Vampiros e Angel também se solidarizou e saiu em defesa da colega Charisma Carpenter nas acusações de assédio moral e abusa contra Joss Whedon, criador das produções.

O ator utilizou sua conta no Twitter para declarar seu apoio a Carpenter:

“Eu estou para você, para ouvi-la e apoiá-la. Orgulhoso da sua coragem”.

Logo em seguida, a atriz agradeceu o apoio do amigo no post:

“Eu sei que você está aqui para mim. David. Valorizo tudo o que vocês têm feito para demonstrar apoio, no particular também. Especialmente desde quarta-feira… Muito obrigada”.

Foi na última quarta-feira (10) que Carpenter fez um post em sua rede social expondo suas terríveis experiências com Whedon. Durante as gravações de Buffy, a atriz alega ter sido perseguida e assediada pelo diretor no set da produção.

“Durante quase duas décadas, permaneci calada e até dei desculpas para certos eventos que me traumatizam até hoje. Joss Whedon abusou do seu poder em várias ocasiões enquanto trabalhávamos juntos nos bastidores Buffy, a Caça-Vampiros e Angel. Enquanto ele se divertia em me traumatizar, eu acabei ficando ansiosa e ele estava me alienando, me desempoderando e me alienando dos meus colegas. Quando ele soube da minha gravidez, ele me chamou para uma sala fechada e questionou se eu pretendia manter meu bebê. Ele atacou a minha personagem, fez piada das minhas crenças religiosas, me acusou de sabotar a série e depois me demitiu na temporada seguinte ao meu parto. Na época me senti indefesa e sozinha. Sem outra opção, engoli isso tudo e segui com a vida”.

Buffy (Sarah Michelle Gellar) em Buffy - A Caça Vampiros
Sarah Michelle Gellar em Buffy – A Caça Vampiros (Foto: Reprodução)

A atriz Sarah Michelle Gellar, protagonista de Buffy, disse numa postagem no Instagram que tem muito orgulho de ter sua carreira marcada pela série dos anos 1990, porém não gostaria de associar seu nome a Whedon:

“Apesar do meu orgulho em ter meu nome associado a Buffy Summers, não quero nunca mais ser associada ao nome de Joss Whedon. Estou focada em cuidar da minha família e sobreviver à pandemia, então não vou fazer nenhuma declaração sobre isso por enquanto. Mas eu estou do lado de todos os sobreviventes de abusos, e tenho orgulho deles por falarem sobre isso”.

Em seguida, outra atriz do elenco da série, Michelle Trachtenberg também entrou na conversa, contando que havia uma regra impedindo que Whedon ficasse sozinho com a protagonista no set de produção.

Ray Fisher em cena de Liga da Justiça (Foto: Reprodução)

A denúncia de Charisma foi compartilhada pelo ator Ray Fisher, intérprete do personagem Ciborgue em Liga da Justiça (2017) que também acusou o cineasta de abusos no set de filmagem do blockbuster.

“Charisma Carpenter é uma das pessoas mais corajosas que conheço. Serei eternamente grato por sua coragem e por emprestar sua voz à investigação da Liga da Justiça. Leia a verdade dela. Compartilhe a verdade dela. Protejam-a a todos os custos. ‘Está na hora’. A> E”.

Formado em Criação e Produção Audiovisual. Frequentador assíduo das salas de cinemas e também colecionador há anos de filmes em DVD e Bluray. Atuou como produtor e editor do SBT e na redação de blogs e sites em geral. Atualmente, trabalha como redator do E-Pipoca.


SIGA-NOS E VEJA MAIS


Veja mais ›