O Hobbit: Ator faz sérias acusações contra Warner Bros; entenda

O Hobbit (Reprodução)

Nem tudo são flores no universo de Tolkien. Um dos atores da franquia O Hobbit veio à público fazer acusações contra o estúdio Warner Bros, que segundo ele teria interferido na visão de Peter Jackson.

Mesmo gigantes do entretenimento como Jackson não estão livres da pressão dos executivos de estúdio, é o que afirma Jed Brophy, que interpretou o anão Nori. O ator neo-zelandês abriu o jogo durante conversa com o Kiwi Talkz.

“Os estúdios se metem no caminho. Posso estar falando o que não deveria, e provavelmente se essas pessoas me encontrarem vou estar em sérios problemas, mas eu acho que a Warner Brothers ficou no caminho entre o Peter e O Hobbit”.

Segundo Jed, o estúdio não estaria interessado em nutrir a parte artística do processo de filmagens, e isso teria atrapalhado os planos do diretor.

“O Peter queria pegar algo de O Senhor dos Anéis, tinha essa ideia incrível de como poderíamos usar aquilo para o que já estávamos fazendo no set, mas com pessoas ditando como o seu dia deve ser, isso ia por água abaixo”.

Mais intromissões

De certa forma, isso não é novidade. Desde que o cinema é cinema, os estúdios tem interferido – usualmente de maneira negativa – nas ideias de diretores, roteiristas e atores; porém a Warner Bros em especial, tem sido acusada constantemente.

David Ayer é famosamente conhecido por colocar a culpa do fracasso do primeiro “Esquadrão Suicida” na Warner, garantindo que sua versão do filme era bem diferente.

E o que falar da controvérsia envolvendo Zack Snyder, Warner, Joss Whedon e o elenco de Liga da Justiça? O ator Ray Fisher, que vive o herói Ciborgue, abriu processo contra o estúdio clamando que ele e os colegas foram descaradamente enganados.

Whedon foi contratado como tendo sido indicado diretamente por Snyder, o que nunca ocorreu. Como resultado, tivemos a campanha #syndercut. Até quando eles se safarão com essas atitudes? É difícil dizer.

Museóloga e Marketeira de formação. Assistia filmes ao invés de brincar na rua. Adora ir ao cinema sozinha. Uma vida consumindo cultura pop.


SIGA-NOS E VEJA MAIS


Veja mais ›