Netflix pede desculpas após publicação polêmica de O Mundo Sombrio de Sabrina

O Mundo Sombrio de Sabrina: Reprodução


Após as reações negativas que provocou com tweet publicado no perfil oficial da série O Mundo Sombrio de Sabrina, a Netflix resolveu se desculpar.


A postagem repercutiu mal por trazer fotos dos atores nos bastidores da série completamente cobertos de sangue e com uma legenda que dizia Sunday Bloody Sunday.


Para quem não conhece, o Domingo Sangrento, como ficou conhecido no Brasil, é um episódio da história da Irlanda, ocorrido no dia 30 de janeiro de 1972, onde catorze pessoas foram baleadas por soldados britânicos e faleceram durante um protesto em Derry.


O massacre passou a ser chamado de Bloody Sunday, mesmo termo utilizado pela Netflix para legendar a publicação.


A reação do público foi imediata e vários seguidores da página da plataforma de streaming no twitter se manifestaram:


“Acho que pelo menos alguém por trás dessa conta deveria dar uma olhada nas respostas e talvez no Google sobre o Domingo Sangrento”, disse uma pessoa.


“Por favor, reserve um minuto para ler sua legenda e coloque-a no Google. Em seguida, peça desculpas aos seus fãs irlandeses e a todos os que foram afetados por essas atrocidades”, escreveu outro internauta em resposta.

Posteriormente, a Netflix se manifestou, excluiu a publicação e pediu desculpas aos seus seguidores.


“Nosso tweet era inaceitável e já foi removido. Sentimos muito pela dor e angústia que causamos”, escreveu a Netflix, conforme foi veiculado pelo portal Deadline.

Mais críticas…


Recentemente, a Netflix sofreu outras duras críticas tanto da imprensa internacional quanto dos usuários do serviço por conta do final que foi dado ao personagem Nicholas Scratch em O Mundo Sombrio de Sabrina.


Após evento traumático, o personagem adolescente decide nadar no Mar das Mágoas que estava “de ressaca”, como ele diz.


A decisão do personagem de tirar a própria vida não foi bem vista uma vez que o público da série é basicamente composto por adolescentes e isso poderia servir de gatilho para pessoas que, eventualmente, lidem com questões relacionadas a ideações suicidas.

Um Psicólogo que estuda Medicina, ensina inglês, toca piano, ama escrever e tem um gato. =P


SIGA-NOS E VEJA MAIS


Veja mais ›