Família de Selena Quintanilla dá resposta à altura das críticas feitas à série da Netflix sobre a cantora

Selena: Reprodução

A série Selena, da Netflix, que conta a história da vida da cantora mexicana Selena Quintanilla, tinha gerado altas expectativas no público antes de sua estreia, entretanto, também despertou uma grande polêmica devido as várias críticas impiedosas que recebeu por parte de muitos sites especializados.

Por isso, a família da artista, assassinada no auge de sua carreira, decidiu sair em defesa da série.

Um dos aspectos que receberam mais críticas foi a performance de Christian Serratos no papel da protagonista Selena, porém, um dos irmãos da cantora, A. B. Quintanilla, foi muito claro ao comentar a interpretação da atriz e disse:

“Para mim, Christian está fazendo um grande trabalho ao capturar a essência de Selena. De tudo que eu já vi de Christian, e tudo que toda a família viu, posso dizer que eu penso que estou vendo minha própria irmã.”

Outra crítica que se tornou bastante evidente depois da estreia da série na Netflix é a lentidão da narrativa e a falta de sincronia entre a boca de Christian Serratos e o playback da música.

Mais uma vez, o irmão de Selena precisou explicar o que estava acontecendo.

“Isso foi de propósito porque o lip-sync de Selena também foi um processo de aprendizagem. Se uma pessoa vai assistindo a série e começa a ver os episódios, [notará que] Christian vai crescendo nessa parte porque assim era o problema de Selena.”, esclareceu A. B. Quintanilla.

Outro integrante da família Quintanilla que também saiu em defesa pelas críticas realizadas foi Suzette, produtora do seriado.

“A diferença é que a série trata da viagem real que nós fizemos como família, lutando para compreender e descobrir essa nossa parte musical que realmente nunca tínhamos nos dado conta de que possuíamos.”, falou em relação à lentidão que a que muitos se referiram.

“Esta série trata mais sobre todas as perguntas, as pequenas coisas que os fãs de Selena se perguntaram ao longo dos anos.”, explicou a baterista de 53 anos, que ainda falou como os episódios lhe deram sensações encontradas pela tristeza de não ter mais a sua irmã.

Um Psicólogo que estuda Medicina, ensina inglês, toca piano, ama escrever e tem um gato. =P


SIGA-NOS E VEJA MAIS


Veja mais ›