Criadora de WandaVision garante que a série nunca foi planejada para ser um longa-metragem

Elizabeth Olsen em cena de WandaVision (Foto: Reprodução / Disney+)

Em entrevista ao site IndieWire, a criadora e roteirista de WandaVision, Jac Schaeffer, falou sobre alguns eventos ocorridos no quarto e quinto episódio, que começou à revelar maiores detalhes de todo o mistério por trás da série e afirmou que a primeira série da Marvel nunca foi planejada para ser lançada nos cinemas:

“Éramos contra fazer uma paródia das sitcom. O objetivo era sempre fazer a série parecer um filme por seus próprios méritos. WandaVision sempre foi apresentada como uma série de televisão. Não consigo imaginar isso como um filme, porque realmente precisamos da estética da televisão para quebrá-lo”. Você precisa se sentir fechado, sentir a proporção menor, sentir as diferentes qualidades do filme, estilos de iluminação, tudo isso.”

Schaeffer também voltou à dizer que a maior inspiração para a criação da série foi o tom divertido e descontraído do filme Thor: Ragnarok (2017), da Marvel:

Thor: Ragnarok foi aquele tipo de filme que, realmente, quebrou meu cérebro, mudou minha visão para as coisas. Foi tão ousado e empolgante em tudo… Deixou os moldes tradicionais de lado, abraçou todas as cores e espalhou todas elas pelo cenário. Então, quando as pessoas dizem que WandaVision é original e única, ficamos honrados, e na minha mente penso, ‘Bem, agradeçam a Ragnarok, porque também foi uma loucura.’ ”

Cena de WandaVision (Foto: Reprodução / Disney+)
Cena de WandaVision (Foto: Reprodução / Disney+)

A criadora da série quis dar uma nova representação à Wanda Maximoff (Elizabeth Olsen). O personagem que tem a habilidade de manipular a própria realidade sempre foi apresentada como uma vilã, uma mulher apaixonada e aflita. Schaeffer queria dar ao público um motivo para amar a personagem, não temê-la.

“Nós vimos seu grande poder – a inclinação da cabeça que assusta a todos e é tão incrível. Nós realmente não vimos sua alegria. Nunca tivemos a oportunidade de vê-la ser engraçada e vê-la em circunstâncias mundanas.”

(Foto: Reprodução / Disney+)

Embora não possa falar muito sobre o final da temporada, Schaeffer declarou que é interessante que a série esteja saindo enquanto o público anseia coletivamente por um senso mais simples de normalidade:

“Não tínhamos como prever ou antecipar qual seria a reação do público em relação à série. Eu tentava imaginar a reação dos fãs do MCU, mas não imaginava que o calor e a conexão seriam tão grandes.”

Formado em Criação e Produção Audiovisual. Frequentador assíduo das salas de cinemas e também colecionador há anos de filmes em DVD e Bluray. Atuou como produtor e editor do SBT e na redação de blogs e sites em geral. Atualmente, trabalha como redator do E-Pipoca.


SIGA-NOS E VEJA MAIS


Veja mais ›