Christopher Nolan dá adeus a Warner e fecha contrato com Universal

Christopher Nolan (Foto: Rachel Murray)
Christopher Nolan (Foto: Rachel Murray)

A Universal Pictures e o diretor Christopher Nolan se uniram para um filme sobre sobre J. Robert Oppenheimer e seu papel no desenvolvimento da bomba atômica.

Oppenheimer foi um físico teórico que se tornou o diretor do Laboratório de Los Alamos, e chefiou a pesquisa e o desenvolvimento da bomba que encerrou a Segunda Guerra Mundial, sob o que foi secretamente chamado de Projeto Manhattan.

Nolan produzirá o filme ao lado de sua esposa e parceira de produção de longa data Emma Thomas sob banner da Syncopy Inc., o roteiro também é de Nolan.

Fontes do site Deadline disseram que o filme agora tem luz verde para começar a ser produzido no primeiro trimestre de 2022.  Assim termina uma longa história entre Nolan e Warner Bros, que resultou na trilogia O Cavaleiro das Trevas, A Origem, Dunkirk e, mais recentemente, Tenet.

A experiência de Nolan e da Warner Bros, com Tenet foi difícil para ambos por causa de seu lançamento durante a pandemia, embora os números globais tenham sido bons.

Mas o cineasta pareceu particularmente furioso quando o chefe da WarnerMedia, Jason Kilar, surpreendeu todos os cineastas que tinham um filme na lista de lançamentos Warner Bros. para 2021 ao exigir um lançamento hibrido nos cinemas e na HBO Max.

As críticas de Nolan

Em uma entrevista feita no ano passado para o The Hollywood Reporter, Christopher Nolan disse o seguinte sobre o lançamento híbrido decidido pela Warner Bros.

“Alguns dos maiores cineastas da nossa indústria e algumas as estrelas mais importantes foram dormir no dia anterior achando que eles estavam trabalhando para o melhor estúdio de filmes, e acordaram para descobrir que estavam trabalhando para o pior serviço de streaming.

A Warner Bros. tinha uma máquina incrível para fazer com que um cineasta trabalhasse em qualquer lugar, tanto nos cinemas quando em casa, e eles estão destruindo isso conforme conversamos. Eles não entendem o que estão perdendo. Sua decisão não faz sentido econômico e mesmo o investidor mais casual de Wall Street pode ver a diferença entre um rompimento e disfunção.”

Com a vacinação em andamento e muitos cinemas ao redor do mundo voltando a funcionar, o público está voltando de forma tímida para os cinemas.

Um exemplo de que público quer voltar aos cinemas é o sucesso que Shang-Chi a Lenda dos Dez Anéis fez recentemente, mesmo com muitos fãs criticando a decisão da Disney de lançar o filme só nos cinemas.

No futuro, Christopher Nolan pode não passar pelos mesmos problemas que passou com Tenet e a Warner Bros.

Veja mais ›