Caça- Fantasmas: ator considera reboot feminino equivocado

Winston Zeddemore (Ernie Hudson) em Os Caça-Fantasmas (Reprodução)
Winston Zeddemore (Ernie Hudson) em Os Caça-Fantasmas (Reprodução)

O reboot de Caça- Fantasmas lançado em 2016 levou muitas pessoas saudosas da primeira versão do clássico aos cinemas, estrelando Melissa McCarthy, Kristen Wiig, Kate McKinnon e Leslie Jones. Mas na visão do ator Ernie Hudson, a segunda versão só com mulheres foi um erro, para ele a versão dirigida por Paul Feig não tem muita conexão com a original.

Em entrevista para a revista Living Life Fearless, Hudson disse o seguinte:

“Eu definitivamente amo todos que estão ali. Ainda sou fã de Paul Feig. Eles tentaram fazer um reboot. Para mim, um reboot é quando você refaz tudo. Outra versão do que nós já fizemos. Acho que isso foi um erro. Não foi uma continuação ou uma extensão [do original]. Era, de alguma maneira, outro universo, sabe? Era como nós, mas não éramos nós”.

Atualmente outro filme da franquia, intitulado Ghostbusters: Mais Além, está em estágio de produção. Este filme, no entanto, segue a linha narrativa dos primeiros filmes da franquia e mostrará o universo dos Caça-Fantasmas 30 anos depois.

“Isso (Ghostbusters: Mais Além) é Caça-Fantasmas. Nós seguimos com o mundo 20, 30 anos depois e continuamos no mesmo universo. O outro também era Caça-Fantasmas mas, como eu disse, pareceu apenas contar a mesma história, o que automaticamente leva a comparações que não deveriam fazer. Estou apenas dizendo o que eu penso.”

O ator se diz emocionado em poder interpretar novamente o papel de Winston Zeddemore,

“Sim, estou [empolgado com o filme]. Digo isso para as pessoas, e sei que elas me olham como se eu estivesse um pouco velho, mas, honestamente, foi quase uma união espiritual. Não no sentido religioso, mas me sinto quase emocionado com isso. Quer dizer, ver Bill Murray e Dan Aykroyd, Sigourney Weaver, Annie Potts, e então ver esse novo grupo de atores chegando, foi algo que teve um grande impacto em minha vida. Ser capaz de voltar e ver todos juntos foi muito, muito especial”


SIGA-NOS E VEJA MAIS


Veja mais ›