Autor de Todas as Flores, novela do Globoplay, aposta em elenco negro para reparar erro de Segundo Sol

Depois de ser criticado por Segundo Sol que teve uma Bahia branca, João Emanuel Carneiro incluiu mais artistas negros em sua nova novela do Globoplay

publicidade

No ano de 2018, a TV Globo sofreu com as críticas que recebeu por fazer uma novela ambientada em Salvador – intitulada Segundo Sol –, com pouquíssimos atores negros no elenco. Vale lembrar que a capital baiana é a cidade com o maior número de negros fora África.

A emissora foi até mesmo notificada pelo Ministério Público da Bahia pela baixa representatividade e pela falta de atores locais no elenco. A novela chegou a virar uma piada nas redes sociais, sendo chamada de ‘Bahia branca’.

publicidade

Agora, a fim de tentar reparar o erro, o autor João Emanuel Carneiro pediu à direção que escalasse mais atores negros para interpretarem personagens importantes na sua nova novela, intitulada Todas as Flores, que estreará no Globoplay.

Douglas Silva foi escalado para Todas as Flores (Reprodução / YouTube)(Reprodução YouTube)

A novela terá cerca de 37 personagens, sendo 12 negros e cinco com maior peso no enredo.

O autor já é famoso pelo grande sucesso que foi A Favorita e Avenida Brasil, que foram ao ar em 2008 e 2012, respectivamente.

publicidade

Assim como as anteriores, Todas as Flores pretende abordar questões sociais e outros assuntos como deficiência visual, tráfico humano e trabalho análogo à escravidão.

A novela estava prevista para substituir Pantanal, porém, estreará no streaming com 85 capítulos. O primeiro bloco de episódios irá ao ar no último trimestre deste ano, e o segundo só chegará no segundo trimestre de 2023.

publicidade
Parte do elenco de Todas as Flores (Imagem Instagram)

Vilã de Regina Casé pretende deixar Carminha para trás em Todas as Flores

No último domingo (24), Regina Casé participou do programa Pipoca da Ivete, apresentado por Ivete Sangalo e revelou que sua personagem, Zoé, é ainda pior do que Carminha, de Avenida Brasil.

A vilã finge ter um programa social que resgata pessoas das ruas para dar a elas a oportunidade de fazerem cursos profissionalizantes.

publicidade

Entretanto, o que elas não sabem que é Zoé é líder de um esquema de tráfico de pessoas e as esconde em uma fazenda no interior, onde são obrigadas a trabalharem como escravas.

Sobre a personagem, Casé declarou:“Uma monstra, gente. A novela é do João Emanuel Carneiro, que fez Avenida Brasil (2012). Lembram da Carminha? Perto da minha personagem, ela é uma fofa.”, afirmou.

Casé não será a única vilã da trama. Ela também será seguida por sua filha, Vanessa, interpretada por Leticia Collin.

O que você achou? Siga @siteepipoca no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui.

Veja mais ›