Vale a pena fazer assinatura da Disney+ agora?

Disney+: Divulgação

 

A Disney+ chegou ao Brasil um ano depois após seu lançamento nos Estados Unidos, seu país de origem, com uma parceria envolvendo Globoplay e outros serviços.

A pergunta é: será que o serviço de streaming vai conseguir atrair mesmo tantos clientes?

As opções disponíveis ao usuário são grandes e a Disney impressiona por tantos títulos em seu catálogo que ainda cobre outras grandes marcas como Pixar, Marvel e Star Wars.

A questão que pega no catálogo da Disney é que seus títulos já são antigos e conhecidos pelo público em geral. Por um lado, tem a questão da memória afetiva, mas por outro fica a carência de novidades.

The Mandalorian veio como carro-chefe e é provavelmente a maior novidade de todas junto com uma nova série do Mickey e outra da franquia High School Musical. Entretanto, seria isso o suficiente para animar o usuário a abandonar Netflix ou Amazon Prime Video, caso tenha essa necessidade de escolher entre um e outro?

Outro problema fica por conta de que vários títulos de séries aguardadas estão incompletos. “Star Wars, Clone Wars”, por exemplo, apresenta somente um único episódio de uma temporada que já foi lançada inteira nos Estados Unidos.

A mesma coisa acontece com os X-Men que só possui uma temporada disponível no serviço brasileiro e ainda tem problemas com o tempo da legenda, que se encontra desajustado.

Possivelmente, o ponto mais alto está relacionado aos filmes. Com um vasto catálogo, os diversos títulos disponíveis podem chamar bastante a atenção do usuário, principalmente depois que a Disney comprou a 20th Century Fox.

Outro ponto positivo é a disponibilização do catálogo da National Gegraphic que pode atrair diversos públicos com seus documentários sobre a natureza, animais e cultura.

Em linhas gerais, talvez agora seja o momento para a plataforma aparar as arestas, investir em lançamentos, ajustar legendas com defeito e ouvir os desejos do público, demonstrando importância ao mercado da América Latina, além de investir em estreias simultâneas para não deixar o público esperando por muito tempo.

Um Psicólogo que estuda Medicina, ensina inglês, toca piano, ama escrever e tem um gato. =P


SIGA-NOS E VEJA MAIS


Veja mais ›