Shrek recebe homenagem e é declarado patrimônio do cinema americano

(Divulgação)

A animação Shrek (2001) entrou para a lista de preservação do National Film Preservation Board (Conselho Nacional de Preservação de Filmes) dos EUA, associação que seleciona obras com “importância cultural, história ou estética” ao National Film Registry (Registro Nacional de Filmes) da Biblioteca do Congresso estadunidense.

O filme norte-americano lançado pela DreamWorks Pictures e dirigido por Andrew Adamson e Vicky Jenson, foi indicado à associação nesta segunda-feira (14).

Criado em 1988, o Conselho Nacional de Preservação de Filmes adiciona anualmente 25 filmes para sua biblioteca, com o objetivo de serem preservados para as gerações futuras. Cada longa deve ter pelo menos dez anos de estreia. Ao todo já constam 800 registros.

O National Film Registry justificou a sua escolha e destacou o “charme e magia” contidos na animação, enquanto a história do personagem-título é descrita como “emocionalmente impactante”.

À época, Shrek foi aclamado como um filme animado digno de interesse adulto, com diversas piadas e temas direcionados a este público mas um enredo simples o suficiente para apelar às crianças.

(Divulgação)

Shrek contou com Mike Myers dando voz ao protagonista, Eddie Murphy (Burro), Cameron Diaz (Princesa Fiona) e John Lithgow (Lord Farquaad).

A adaptação dos cinemas foi livremente inspirada pelo livro Shrek!, escrito por William Steig e lançado em 1990, e de alguma forma também serve como uma paródia, alvejando outros filmes baseados em fantasias infantis, a grande maioria dos estúdios Disney.

O filme do ogro verde foi um sucesso comercial e crítico, rendendo mais de US$ 480 milhões em todo o mundo.

Shrek recebeu o primeiro Oscar de Melhor Filme de Animação e, na mesma premiação, foi indicado à Melhor Roteiro Adaptado.

O sucesso incentivou a DreamWorks a produzir três sequências: Shrek 2 (2004), Shrek Terceiro (2007) e Shrek Para Sempre – O Capítulo Final (2010). Também foram lançados dois especiais de Natal e um spin-off, O Gato de Botas.

(Divulgação)

Confira as adições do National Film Preservation Board de 2020:

  1. Suspense (1913)
  2. Kid Auto Races at Venice (1914)
  3. Bread (1918)
  4. The Battle of the Century (1927)
  5. With Car and Camera Around the World (1929)
  6. Uma Cabana no Céu (1943)
  7. O Mundo é Culpado (1950)
  8. O Homem do Braço de Ouro (1955)
  9. Uma Voz nas Sombras (1963)
  10. Laranja Mecânica (1971)
  11. Sweet Sweetback’s Baadasssss Song (1971)
  12. Wattstax (1973)
  13. Grease: Nos Tempos da Brilhantina (1978)
  14. Os Irmãos Cara de Pau (1980)
  15. Losing Ground (1982)
  16. Illusions (1982)
  17. O Clube da Felicidade e da Sorte (1993)
  18. El diablo nunca duerme (1994)
  19. Buena Vista Social Club (1999)
  20. The Ground (1993-2001)
  21. Shrek (2001)
  22. Mauna Kea: Temple Under Siege (2006)
  23. Guerra ao Terror (2008)
  24. Batman: O Cavaleiro das Trevas (2008)
  25. Freedom Riders (2010)

Formado em Criação e Produção Audiovisual pelo CBM (Centro Universitário Barão de Mauá). Frequentador assíduo das salas de cinemas, é também colecionador há anos de filmes em DVD e Bluray. Atuou como produtor e editor do SBT e na redação de blogs e sites em geral. Atualmente, trabalha como redator do E-Pipoca.


SIGA-NOS E VEJA MAIS


Veja mais ›