Saiba os motivos da saída de Charlie Sheen da série Two and a Half Men

Two and a Half Men: Reprodução

A série Two and a Half Men (conhecida como Dois Homens e Meio, no Brasil) é uma das comédias de mais sucesso dos últimos tempos e durou doze temporadas no ar pela CBS, tendo Charlie Sheen como protagonista durante oito temporadas.

Entretanto, o ator deixou a série de maneira inesperada ao final da oitava temporada e a história de seu personagem foi finalizada com um terrível atropelamento de trem.

O que causou a saída do ator da série foi sua má conduta nos estúdios de gravação devido aos seus problemas com drogas, de acordo com a própria equipe e com as informações dos meios de comunicação da época.

Mesmo com o grande sucesso da série e com os altos salários pagos aos atores, Sheen continuava sua luta contra a adicção e precisou se afastar de Two And a Half Men para se internar em uma clínica de reabilitação.

O ator deveria retornar para continuar as gravações da série, entretanto, isso não aconteceu porque ele fez críticas públicas a Chuck Lorre, criador do seriado.

Em 2013, o ator falou novamente de como aconteceu sua demissão do show da CBS em uma entrevista com Katie Couric.

“Acho que comecei a ser muito festeiro, comecei a me divertir muito. E isso teve um certo efeito no set. Quer dizer, eu não estava fazendo festa no set, nunca ficava chapado enquanto trabalhava. O show atrapalhou minha vida social”, disse o ator.

Nessa mesma entrevista, o ator foi indagado sobre o que ele faria para conseguir manter o equilíbrio entre ter uma vida social e, ao mesmo tempo, cumprir com seu trabalho e seu papel na televisão em Two and a Half Men. Sua resposta foi:

“Você tem um ponto muito bom. Ao mesmo tempo, você quer se divertir tendo esse tipo de sucesso. Mas, você sabe, eu levo as coisas longe demais. Isso é quem eu sou.”

Um Psicólogo que estuda Medicina, ensina inglês, toca piano, ama escrever e tem um gato. =P


SIGA-NOS E VEJA MAIS


Veja mais ›