Produtor de Rust ‘espera’ que filme seja concluído mesmo com morte de diretora

Um dos produtores do faroeste deu entrevista durante o festival de Cannes e revelou que esperava poder 'honrar' a colega falecida finalizando o filme.

publicidade

Apesar de não ter tido nem suas filmagens concluídas, Rust foi um dos filmes mais comentados dos últimos meses, desde o fatal incidente envolvendo Halyna Hutchins.

A diretora de fotografia ucraniana foi baleada no set de gravações pelo ator Alec Baldwin, que disparou uma arma que, segundo o ator, deveria estar carregada de balas de festim.

publicidade

A investigação por conta da falta de segurança de trabalho que ocasionou a morte de Halyna ainda está em curso, mas parece que tem membros da equipe que querem ressuscitar o projeto.

A produção foi obviamente interrompida por conta do ocorrido, e pagou uma multa altíssima pelo que aconteceu. No entanto, Anjul Nigam, produtor do filme, afirmou durante o Festival de Cannes (via The Hollywood Reporter) que o filme ainda poderia ver a luz do dia:

“Estamos confiantes de que conseguiremos completar o filme.”

Depois que seu comentário foi divulgado, o produtor sentiu a necessidade de esclarecer o que disse, e assegurou a todos de que não havia nenhum plano concreto em prosseguir com Rust:

publicidade

“Minha afirmação de que eu estava confiante de que o filme poderia ser encerrado foi apenas meu otimismo, e não um plano de verdade. Muitos dos que estavam envolvidos esperam honrar a Halyna completando seu último trabalho, mas a esse ponto das coisas é apenas uma esperança.”

Diretora de fotografia foi baleada durante gravações de faroeste

Halyna Hutchins, diretora de fotografia de Rust. (Reprodução)
Halyna Hutchins, diretora de fotografia de Rust. (Reprodução)
publicidade

Halyna foi baleada no set durante as gravações de Rust, em outubro do ano passado. Ela foi levada às pressas ao hospital, porém acabou não resistindo aos ferimentos e morreu a caminho do atendimento.

O viúvo de Halyna, Matthew Hutchins, já expressou algumas vezes como a falta de segurança e imprudência nos sets do filme foram o que acabou ocasionando o acidente e posterior morte de sua esposa.

No mês passado, a Rust Productions, empresa responsável pelo filme, recebeu uma multa do Departamento Ocupacional de Saúde e Segurança do Novo México, onde o acidente ocorreu. A empresa teve que pagar um valor de 139.793 mil dólares (cerca de 894 mil reais) por conta da falha que ocasionou a morte da cineasta.

O que você achou? Siga @siteepipoca no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui.

Veja mais ›