Por que o Arrowverse deixou Lex Luthor doente, não a irmã dele

Lex e Lena Luthor no Arrowverse (Reprodução / The CW)
Lex e Lena Luthor no Arrowverse (Reprodução / The CW)

A estreia de Lex Luthor no Arrowverse (que agora é o The CWverse) veio em Supergirl, quando ele revelou a sua irmã Lena que estava gravemente doente, mas na DC Comics era o contrário. O site Screen Rant analisou essa mudança na história dos personagens

Interpretado por Jon Cryer, Lex Luthor foi apresentado na 4ª temporada da Supergirl, onde foi transferido da prisão para a Mansão Luthor sob licença misericordiosa após sofrer um derrame causado por seu câncer inoperável.

No material de origem, no entanto, foi Lena que ficou gravemente doente e isso forçou Lex a se levantar e tentar curá-la.

Infelizmente, sua tentativa resultou na paralisia de sua irmã. O vilão foi incapaz de lidar com seu “fracasso” e a escondeu na Lexcorp, dizendo aos outros que ela estava morta em vez de ser honesto sobre suas tentativas de salvá-la.

Com Lena, interpretada por Katie McGrath, uma grande parte do show, muitos esperavam ver esse enredo se desenrolar, mas foi mudado de uma forma surpreendente.

O Arrowverse tende a colocar sua própria versão original nas histórias de quadrinhos que aborda, mas o desvio da Supergirl aqui teve dois objetivos específicos.

Lena é uma das personagens principais da série, mas ela sempre viveu à sombra de seu irmão maníaco mais famoso – embora ele não tivesse aparecido até então.

Se Supergirl tivesse adaptado diretamente o material de origem, teria arriscado relegar Lena para segundo plano enquanto fazia a história toda sobre Lex.

No entanto, ao escalar Lex para o papel do irmão Luthor doente, ele de repente ficou dependente de sua irmã e isso permitiu que Lena ficasse no centro de uma grande história, preparando o palco para ela provar que era a única a salvá-lo.

Ela finalmente conseguiu isso usando o Harun-El com que estava experimentando, curando seu irmão e dando a ele superpoderes no processo.

Embora fosse importante que Lena brilhasse por ser uma personagem principal, era igualmente importante mostrar como Lex era inflexível e implacável quando se tratava de atingir seus objetivos.

O enredo conseguiu isso, pois mais tarde revelou que Lex tinha intencionalmente se dado o câncer para que ele pudesse enganar sua irmã para curá-lo com o Harun-El.

Além disso, sabendo que não podia arriscar que ela testasse a droga alienígena experimental nele, ele orquestrou o tiro de James Olsen (e forçou uma queda de energia durante sua cirurgia que salvou sua vida) para que ela não tivesse outra escolha a não ser testar no ex-namorado dela.

Quando funcionou, ele não perdeu tempo em tomá-lo, curar-se e obter os poderes que sempre desejou. Lex passou por tudo isso porque precisava do Harun-El para curar o clone da Filha Vermelha da Supergirl.

Isso aqui destaca o quão longe ele está disposto a ir para atingir seus objetivos, porque ele não o fez por compaixão, mas por necessidade, pois permitiu que ele continuasse a usá-la em seu plano para derrubar a Supergirl e, em última instância, o Superman.

Com Lex, o fim justificou os meios complexos e ameaçadores e é assim que você sabe que o Arrowverse e Supergirl acertaram Lex Luthor.

Formado em administração e psicologia. Fez curso de desenho com especialização em cartoons. Adora videogame, animações e filmes e séries de super heróis e monstros.

Formado em administração e psicologia. Fez curso de desenho com especialização em cartoons. Adora videogame, animações e filmes e séries de super heróis e monstros.


SIGA-NOS E VEJA MAIS


Veja mais ›