O Príncipe: Amazon UK enlouquece e remove produção chilena do seu catálogo

El Príncipe: Divulgação

A Amazon Prime UK decidiu remover O Príncipe do seu catálogo. A retirada do drama de prisão chileno aconteceu depois que a distribuidora Peccadillo Pictures foi informada que o filme continha “conteúdo ofensivo” que contrariava as diretrizes da plataforma de streaming.

O filme traz um olhar inflexível sobre a vida em uma prisão masculina em meio à convulsão política do Chile nos anos 1970.

Mesmo contendo um conteúdo explícito e obscuro, o filme tem sido amplamente elogiado pelo tratamento inflexível dado ao assunto, incluindo a conquista do Prêmio Leão Queer no Festival de Cinema de Veneza no ano passado.

Acontece muitos dos títulos que a Prime Video disponibiliza são carregados pela própria Amazon através de distribuidores para lançamentos de TVOD, e a plataforma gigante da web recebe uma parte do dinheiro ganho.

Entretanto, todos os lançamentos estão sujeitos às Diretrizes da Política de Conteúdo da Amazon, que contêm regras contra “conteúdo sexualmente explícito”, bem como “conteúdo violento ou explícito”.

Por outro lado, é possível aos usuários adquirirem o filme em formato de DVD que traz a mesmíssima versão encontrada no streaming. O produto se encontra disponível para compra na Amazon.

Além disso, o filme continua a ser transmitido em várias outras plataformas, como Apple TV, BFI Player e Google Play, já que não é exclusividade da Amazon.

O Príncipe recebeu um certificado 18 do órgão regulador do Reino Unido, BBFC, sem precisar de cortes.

“Estamos obviamente muito preocupados e perplexos com a decisão da Amazon”, disse Peccadillo Tom Abell ao Deadline.

“Temos tentado reverter a decisão deles sem sucesso e não podemos entender por quê, quando temos apoio esmagador de todas as outras plataformas, eles tomaram essa posição.”

“Não podemos negar que O Príncipe tem algumas cenas explosivas e ousadas, mas é isso que o faz se destacar e é um filme tão agradável e admirado”, continuou ele.

“Certamente não contém nada que não tenha sido visto antes em um drama de prisão e empalidece em comparação com as cenas de muitas das próprias produções da Amazon. Estamos perdidos para explicar a situação.”, finalizou Peccadillo.

Um Psicólogo que estuda Medicina, ensina inglês, toca piano, ama escrever e tem um gato. =P


SIGA-NOS E VEJA MAIS


Veja mais ›