Liga da Justiça: Gal Gadot participa de investigações da Warner e quebra o silêncio sobre Joss Whedon

Gal Gadot como Diana em Mulher Maravilha 1984
Gal Gadot como Diana em Mulher Maravilha 1984 (Divulgação)

Após denuncias feitas por Ray Fisher, o Cyborg de Liga da Justiça, sobre o má conduta do diretor Joss Whedon, a WarnerMedia começou uma investigação.

Com o tempo outras pessoas começaram a se unir às denuncias feitas por Fisher e mais relatos sobre como Whedon se comportava nos bastidores começou a aparecer.

Na última semana, o site Variety relatou que a investigação feita pela Warner havia terminado e apesar de não darem muitos detalhes, o estúdio disse que tomará as medidas necessária a respeito de Whedon e que trabalhará para que coisas assim não voltem a acontecer.

Em uma recente entrevista para o L. A. Times, Gal Gadot, que interpreta a Mulher-Maravilha comentou sobre a experiência de trabalhar com Joss Whedon em Liga da Justiça.

Eu não estava lá com os caras quando eles filmaram com Joss Whedon – tive minha própria experiência com ele, que não foi das melhores, mas cuidei disso imediatamente quando aconteceu. Levei para os superiores e eles resolveram tudo. Mas estou feliz por Ray chegar e dizer sua verdade“, disse a atriz.

Gadot ainda falou que está curiosa para saber mais sobre a resolução da investigação da Warner sobre o caso de Joss Whedon: “Também não sei o que isso significa. Estou curiosa para saber qual será a resolução.

Diretora fala de diretor

Os problemas com Liga da Justiça não se resumiram só com o comportamento de Whedon. O filme também foi extremamente criticado pela crítica e pelo público.

Patty Jenkins que dirige Mulher-Maravilha 1984, falou com o Cinema Blend sobre o que achou de Liga da Justiça.

“Liga da Justiça? Acho que todos nós, diretores da DC, ignoramos esse filme tanto quanto os fãs. O filme contradizia meu primeiro filme da Mulher-Maravilha de várias maneiras e até mesmo contradizia esse filme atual, que já estava em produção”, começou a diretora.

“Então, acho que aquele Liga da Justiça era algo fora da curva. Eles estavam tentando transformar uma coisa em, tipo, outra. E então se torna, ‘Não reconheço metade desses personagens. Não tenho certeza do que está acontecendo'”, acrescentou.

Formado em administração e psicologia. Fez curso de desenho com especialização em cartoons. Adora videogame, animações e filmes e séries de super heróis e monstros.


SIGA-NOS E VEJA MAIS