Fate: A Saga Winx é renovada para a segunda temporada

Bloom (Abigail Cowen) em Fate: A saga Winx: (Reprodução / Netflix)
Bloom (Abigail Cowen) em Fate: A saga Winx: (Reprodução / Netflix)

A Netflix anunciou nesta quinta-feira (18), a renovação de Fate: A Saga Winx para a segunda temporada.

O escritor de The Vampire Diaries, Brian Young, retornará à série sobrenatural e amadurecimento como showrunner e produtor executivo.

Retornam para a segunda temporada as protagonistas da série com Abigail Cowen como Bloom, Hannah van der Westhuysen como Stella, Elisha Applebaum como Musa, Precious Mustapha como Aisha e Eliot Salt como Terra.

Em um comunicado compartilhado pela Variety, Young disse o seguinte sobre a segunda temporada de Fate:

“Os seis episódios da primeira temporada apenas arranharam a superfície deste mundo incrivelmente rico e das poderosas fadas que o habitam. Conforme a história de Bloom continua a evoluir, mal posso esperar que você aprenda ainda mais sobre Aisha, Stella, Terra e Musa! E você nunca sabe quem pode aparecer no Alfea no próximo semestre”.

Recepção da crítica

No Rotten Tomatoes, Fate: A Saga Winx conseguiu 35% de aprovação da crítica e 76% de aprovação do público. Leia abaixo alguns comentários:

“Baseado, bastante improvável, em uma série de desenhos animados italianos, é surpreendentemente cativante na televisão como o showrunner Brian Young (The Vampire Diaries) e os genuinamente assustadores Queimados continuam” – Brad Newsome, Sydney Morning Herald.

“Ao rejeitar a estética e a vibração de seu material de origem inteiramente para uma imitação pálida de outras propriedades, Fate: A Saga Winx pode simplesmente acabar escapando pelas rachaduras” – Caroline Framke, Variety.

“No geral, a temporada um de Fate: A Saga Winx é uma divertida fuga para o outro mundo com fadas, especialistas e queimados” – Allison Nichols, Tell-Tale TV.

“A 1ª temporada não será abençoada como o próximo vício adolescente este ano, principalmente devido às suas armadilhas, mas apenas provoca o público o suficiente na segunda metade para querer uma segunda parcela” – Daniel Hart, Ready Steady Cut.

“Precisamos de mais um remake sombrio e corajoso de uma série infantil amada?” – Joel Keller, Decider.


SIGA-NOS E VEJA MAIS


Veja mais ›