Especialista na Família Real britânica aponta erros em The Crown

The Crown: Reprodução / Netflix

The Crown é um grande sucesso de audiência na Netflix e tá sendo bastante comentada agora que sua quarta temporada estreou.

A série se destaca pelo cuidado com detalhes a respeito da história da família real britânica e faz o possível para situar o espectador em situações verdadeiras sobre a história da rainha Elizabeth II e sua família.

Entretanto, alguns erros podem acontecer, seja pela melhor adaptação à TV ou por desconhecimento mesmo da equipe.

A quarta temporada dá destaque especial á Princesa Diana e à então Primeira-Ministra do Reino Unido, Margaret Tchatcher e traz alguns momentos de realidade misturados com ficção.

Assim, Hugo Vickers, entendedor dos costumes da família Real, decidiu comentar algumas situações que a série menciona. Veja a seguir:

1. Margaret e a rainha Elizabeth

No segundo episódio da quarta temporada, Margaret Thatcher, primeira-ministra recém eleita, é convidada pela rainha para passar um fim de semana com a Família Real no Castelo de Balmoral.

A série deixa nas entrelinhas que a rainha não gostava de Margaret Tchatcher, já que a fez passar por alguns testes durante a sua visita ao castelo.

De acordo com Hugo Vickers, as coisas não foram tão bem retratadas como deveriam. A rainha e a primeira-ministra não tinham amizade próxima, mas também não se odiavam.

“A rainha sempre fez o possível para se dar bem com todos os primeiros ministros. As duas não eram melhores amigas, mas tinham um relacionamento amigável”, disse Hugo, que é historiador.

2. A princesa Diana

O encontro do príncipe Charles com Diana ocorre já no primeiro episódio da quarta temporada.

Diana tentou não ser percebida e as série acaba dando a entender que Charles nunca a conheceria se ela não tivesse se apresentado quando ele ainda namorava sua irmã, a Lady Sarah.

“A Diana sempre frequentava Sandrigham, em Park House, então, estava próxima à Família Real. Sendo assim, os dois já se conheciam nessa época.”, disse Hugo Vickers.

3. A etiqueta Real

O historiador disse que o príncipe Charles costuma dar dois beijos na bochecha de sua mãe quando a encontra, diferente da série, onde ele só faz uma reverência.

Além disso, outro ponto abordado por Hugo Vickers é que Diana, provavelmente, não teve problemas para aprender a lidar com a etiqueta real e não precisou de nenhum tipo de treinamento, já que ela fazia parte de uma família de nobres e já estava por dentro de todas as regras do protocolo.

Um Psicólogo que estuda Medicina, ensina inglês, toca piano, ama escrever e tem um gato. =P


SIGA-NOS E VEJA MAIS


Veja mais ›