Diretora revela que queria fazer versão gay de As Patricinhas de Beverly-Hills

Jamie Babbit nos bastidores de Nunca Fui Santa (Divulgação)
Jamie Babbit nos bastidores de Nunca Fui Santa (Divulgação)

Nunca Fui Santa (But I’m a Cheerleader) conta a história de um líder de torcida lésbica que foi mandada pelos pais para um acampamento para ter uma “cura gay”. O longa metragem estreou no ano 2000 e teve direção de Jamie Babbit.

Para comemorar os 20 anos do lançamento de Nunca Fui Santa, o longa metragem ganhará uma versão da diretora, que contará com cenas inéditas.

Em uma entrevista para o site Variety, a diretora Jamie Babbit falou sobre a assistir a seu filme 20 anos depois e comentou como a sociedade progrediu durante estes anos.

É engraçado porque, na época, toda a ideia de construções de gênero não-binários era muito nova. Nunca Fui Santa está realmente tirando sarro do binário tanto quanto qualquer outra coisa“, começou Babbit.

Ela continuou: “É ridículo dizer que só porque você se tornou mais feminina significa que você será menos gay. Sempre quis contar um filme sobre uma garota que realmente abraça seu ‘lesbianismo’, mas ela não sai de moto no final”.

“Ela ainda é uma líder de torcida, uma garota feminina no final – e acaba separando a ideia de gênero da sexualidade. Eu sinto que essa é uma conversa que está acontecendo no mundo agora. Mas na época, era estranho”, acrescentou.

Sobre o mundo atual, Jamie comentou: “A comunidade trans foi muito mais aceita e está muito mais ativa na comunidade agora. Embora essas ideias estejam no filme, não há um personagem trans real no filme“.

“Então eu acho que dessa forma, mostra sua idade. Ainda é um filme muito divertido e engraçado, que é sempre o que eu queria que fosse. Eu adorava As Patricinhas de Beverly Hills e queria fazer um As Patricinhas de Beverly Hills gay“, finalizou.

Nunca Fui Santa arrecadou na época US$ 2,6 milhões em bilheteria. O elenco contou com Natasha Lyonne, Clea DuVall, RuPaul, Cathy Moriarty e Melanie Lynskey.

Formado em administração e psicologia. Fez curso de desenho com especialização em cartoons. Adora videogame, animações e filmes e séries de super heróis e monstros.

Formado em administração e psicologia. Fez curso de desenho com especialização em cartoons. Adora videogame, animações e filmes e séries de super heróis e monstros.


SIGA-NOS E VEJA MAIS


Veja mais ›