Cobra Kai: Dojo de Johnny estava condenado antes da chegada de Kreese; entenda

Cena de Cobra Kai (Reprodução / Netflix)
Cena de Cobra Kai (Reprodução / Netflix)

Em Cobra Kai, ao longo de duas temporadas vimos Johnny Lawrence reconstruir sua vida montando um dojo de karatê.

Ele reformou um galpão, lidou com dinheiro, conseguiu alunos, investiu em propagandas, fez os alunos participarem de campeonatos.

Infelizmente, ele acabou perdendo tudo para John Kreese, seu sensei.

Contudo, o dojo de Johnny já estava fadado ao fracasso. Veja abaixo alguns dos motivos:

Dinheiro

O primeiro motivo é que Johnny Lawrence é péssimo em administrar dinheiro. Ele tem um histórico de necessidade de dinheiro, que aparentemente pede emprestado com frequência de seu padrasto emocionalmente abusivo.

Presumivelmente, o dojo Cobra Kai foi iniciado por algum tipo de empréstimo comercial. Não está claro como Johnny teria se qualificado para tal coisa, mas como ele não tem emprego e nenhum recurso aparente importante quando começa, ele provavelmente ainda está pegando dinheiro emprestado em algum lugar.

É difícil dizer exatamente o quão perigoso era sua falta de estratégia sem entender mais detalhes sobre sua situação financeira, mas parece seguro dizer que Johnny não é exatamente um guru quando se trata de fundos.

Não saber perder

Toda a personalidade de Johnny é construída em torno da incapacidade de reconhecer a derrota, o fracasso ou o que está errado em seu pensamento.

Essencialmente, Johnny nunca foi ensinado a perder. Mesmo sem as interferências de Daniel e Kreese, Cobra Kai certamente teria enfrentado desafios imprevistos e armadilhas ao longo do caminho.

O fato é que Johnny foi criado por duas figuras paternas diferentes para acreditar que o fracasso foi recebido com punição, não adaptação.

Quer tenha sido mais aumentos de aluguel, diminuição das inscrições em aulas ou algum outro problema, ele não começa a série com os recursos emocionais necessários para lidar com a adversidade, mais do que faz com os recursos financeiros necessários.

Auto-Sabotagem

Por meio de seus empreendimentos comerciais e de sua vida pessoal, Johnny Lawrence mostra-se um indivíduo profundamente autodestrutivo.

De muitas maneiras, a disposição de Johnny de confiar em Kreese e recebê-lo de volta ao rebanho é um exemplo dessa auto-sabotagem.

Talvez Johnny não sabia como eram maliciosas as intenções de Kreese, mas ele certamente sabia que tipo de homem ele era.

Futuro

Apesar de tudo isso, os melhores dias de Johnny ainda podem estar à sua frente. Agora expulso de um Cobra Kai mal planejado desde o início, ele agora tem a chance de recomeçar do zero.

Uma pessoa muito mais considerada, emocionalmente inteligente e lúcida do que era quando o show começou, a segunda chance de Johnny pode finalmente estabelecer um dojo que pode durar e ser respeitado.

Formado em administração e psicologia. Fez curso de desenho com especialização em cartoons. Adora videogame, animações e filmes e séries de super heróis e monstros.


SIGA-NOS E VEJA MAIS