Billy Porter dirigirá filme sobre jovem gay para a HBO Max

Billy Porter dirigirá a adaptação de Camp para a HBO Max e a Warner Bros. O vencedor do Oscar, Dan Jinks, é o produtor através da The Dan Jinks Company, e Robert O’Hara está reescrevendo o roteiro de Kit Williamson, que é baseado no romance para jovens-adultos de Lev Rosen. Cate Adams e Diamond McNeil estão supervisionando o projeto.

O filme segue Randy Kapplehoff, de 16 anos, que adora passar o verão em Camp Outland, um acampamento para adolescentes gays. É onde ele conheceu seus melhores amigos. É onde ele sobe ao palco no grande musical. E é onde ele se apaixonou por Hudson Aaronson-Lim, que só gosta de caras que agem como heterossexuais e mal conhece a existência de Randy que não parece heterossexual.

Randy se reinventa durante o verão como Del, um campista musculoso e masculino. Mesmo que isso signifique desistir de músicas de show, esmalte de unha e seus lençóis de unicórnio, ele está determinado a fazer com que Hudson se apaixone por ele. Mas à medida que ele e Hudson se aproximam, Randy tem que se perguntar o quanto ele está disposto a mudar por amor.

Além de dirigir, Porter também fará o papel de Mark, o diretor de teatro do acampamento. Dan Jinks comentou:

“Billy Porter, que tive a sorte de conhecer por mais de 20 anos, é o diretor perfeito para esta história, que é hilariante e ao mesmo tempo muito comovente. Eu gostaria que um filme como este existisse quando eu era criança. Estou emocionado por conseguirmos fazer isso agora”.

O romance foi publicado no ano passado pela Little, Brown Books for Young Readers nos EUA, e pela Penguin Random House Children’s no Reino Unido. Foi a principal escolha da Barnes & Noble para o Mês do Orgulho.

O filme marca o segundo trabalho de direção de Billue Porter, que já foi vencedor do Emmy, Grammy e Tony. Ele também está contratado para dirigir uma comédia queer sem título para a Amazon Studios.

Com ator, Porter recebeu três nomeações consecutivas para o Emmy por seu aclamado papel na série Pose do FX, ganhando como ator principal em uma série dramática em 2019.

No palco, ele interpretou Lola no musical Kinky Boots da Broadway, que ele criou em 2013 e pelo qual ganhou os prêmios Tony, Drama Desk e Outer Critics Circle, bem como o Grammy de Melhor Álbum de Teatro Musical. Mais recentemente, ele foi visto como o fado madrinho fabuloso em Cinderela da Amazon.

Fonte: Deadline

Veja mais ›