Atriz de Três é Demais sofre violência policial em protesto

Atriz foi jogada no chão por policiais enquanto protestava contra a criminalização do aborto no país

publicidade

A atriz Jodie Sweetin, a Stephanie de Três é Demais, foi agredida pela força policial de Los Angeles, na Califórnia, durante um protesto contra a decisão da Suprema Corte do país de reverter o direito constitucional ao aborto.

A Suprema Cortou votou pela reversão em decisão de 6 contra 3, no último dia 24 de junho. A decisão faz com que cada estado decida se permitirá ou transformará o aborto em crime, o que já aconteceu imediatamente em diversos locais.

publicidade

O momento foi registrado por outros manifestantes e publicado no Twitter, acompanhado de legenda que dizia: “O Departamento de Polícia de Los Angeles acabou de agredir a atriz/ativista Jodie Sweetin em um protesto pró-escolha”. Veja a cena na íntegra a seguir:

Segundo matéria da revista People, o Departamento de Polícia da cidade publicou declaração à imprensa de que está sabendo do que aconteceu e que irá averiguar o uso indevido de força de seus oficiais:

“A polícia de Los Angeles está ciente do vídeo clipe de uma mulher sendo jogada no chão por oficiais que não permitiram o grupo entrar a pé e interditar a rodovia 101. A força usada será avaliada contra as políticas da Polícia de Los Angeles e seus procedimentos. Como a nação continua a lutar contra a recente decisão da Suprema Corte, o Departamento de Polícia de Los Angeles irá continuar facilitando os direitos da Primeira Emenda, enquanto protegendo a vida e a propriedade.”

Atriz se pronuncia sobre agressão: “Isso não irá nos deter”

Jodie Sweetin é Stephanie em Fuller House (Reprodução)
Jodie Sweetin é Stephanie em Fuller House (Reprodução)
publicidade

Jodie também fez sua própria declaração sobre o ocorrido em suas redes sociais, e agradeceu ao apoio dos fãs e manifestantes. Embora não tenha mencionado exatamente a agressão, a artista afirmou que o acontecido não irá impedir ela de continuar protestando, e que estava orgulhosa de estar entre pessoas que estão comprometidas a continuar a luta pelos direitos das mulheres e pessoas com útero:

“Eu estou extremamente orgulhosa das centenas de pessoas que apareceram ontem para exercitar nossos direitos da Primeira Emenda e tomar atitudes imediatas ao protestar pacificamente contra as injustiças gigantes que tem sido entregues por nossa Suprema Corte, Nosso ativismo irá continuar até que nossas vozes sejam ouvidas e atitudes sejam tomadas. Isso não irá nos deter, nós continuaremos lutando por nossos direitos. Nós não seremos livres até que TODOS nós sejamos livres.”

publicidade

Fuller House está disponível na íntegra na Netflix.

O que você achou? Siga @siteepipoca no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui.

Veja mais ›