Neil Patrick Harris é contra atores gays só interpretarem gays no cinema e TV

Neil Patrick Harris e família
Neil Patrick Harris e família (Reprodução/ Instagram)

Neil Patrick Harris tem no seu currículo duas indicações ao Globo de Ouro e quatro ao Emmy por seu papel em How I met your Mother. O ator interpretou com maestria por anos um personagem heterossexual com ares de garanhão e não vê problema no contrário.

“Eu interpretei um personagem por nove anos que não era nada como eu. [Se fosse diretor], eu definitivamente gostaria de contratar o melhor ator de todos”, observou.

Por isso mesmo ele quando perguntado sobre o que acha de atores heterossexuais assumirem papéis gays no cinema e na televisão sua resposta foi afirmar que isso não é um grande problema.

“Acho que há algo sexy em escalar um ator heterossexual para interpretar um papel gay, se ele estiver disposto a investir bastante nisso”, afirmou Harris ao The Times na última quinta-feira (21).

A opinião de Harris contradiz o que o roteirista e produtor da série em que ele atuou. Russell T. Davies acredita que é importante sim dar espaço a atores gays para interpretarem personagens homossexuais.

“Você não escolheria alguém fisicamente apto e o colocaria em uma cadeira de rodas; você não tornaria alguém negro. A autenticidade está nos levando a decisões mais felizes”, disse Davies ao Radio Times.

Harris, no entanto, entende e respeita o posicionamento do produtor. Para ele, o produtor está em busca de autenticidade e não panfletarismo, assim como elogiou Davies por seu trabalho em Queer as a Folk, devido a sua habilidade em mudar a percepção do público sobre os papéis que gays podem ocupar na teledramaturgia.

Para Harris não é correto rotular alguém antecipadamente, apesar de considerar a importância de existirem diferentes papéis para atores homossexuais.

“No mundo em que vivemos, você não pode, como diretor, realmente exigir que [um ator seja gay ou heterossexual]. Quem pode determinar o quão gay é uma pessoa?”, afirmou.

Sou uma mulher que sempre sonhou em viver de escrever. Amo tudo sobre cultura pop, cinema e TV…. Ah cerveja e gatos!


SIGA-NOS E VEJA MAIS


Veja mais ›