Astros de O Senhor dos Anéis se unem para salvar a casa de J. R. R. Tolkien

John Rhys-Davies como Gimli em O Senhor dos Anéis (Reprodução)
John Rhys-Davies como Gimli em O Senhor dos Anéis (Reprodução)

J. R. R. Tolkien é um dos mais famosos escritores e mudou o curso da literatura de fantasia.

Seu romance épico O Senhor dos Anéis, é aclamado até hoje e gerou duas trilogias nos cinemas dirigidas por Peter Jackson e ainda ganhará uma série no Amazon Prime Video.

Os fãs que viajam para a Nova Zelândia costumam visitar os locais onde os famosos filmes foram gravados. Contudo um lugar está correndo perigo.

De acordo com o site EW, a casa de J.R.R. Tolkien está a venda, e os atores de O Senhor dos Anéis e outras pessoas estão arrecadando dinheiro para comprar a casa.

O Projeto Northmoor foi lançado no início deste mês e você pode conferir mais detalhes clicando aqui.

Não existe um ponto focal para os fãs de Tolkien em todo o mundo. No momento, o objetivo é garantir um”, disse John Rhys-Davies, que interpretou o anão Gimli nos filmes O Senhor dos Anéis de Jackson, à EW.

“Se as pessoas tivessem a chance de comprar a casa de Jane Austen 20 anos depois de sua morte, ou a casa de John Milton, e perdessem a chance, hoje estaríamos todos dizendo, ninguém percebeu na hora o que estava acontecendo? Esta é uma oportunidade extraordinária”, acrescentou.

Se você é um fã de Tolkien, seria muito bom poder ir e ver onde ele se sentou. Tenho certeza de que podemos recriar seu estudo”, pontuou.

O ator ainda falou de outros projeto de Tolkien.

“Ele estava tentando recriar uma história, uma história pré-arturiana”, disse Rhys-Davies.

“Ainda há algumas pessoas tolas que dizem ‘oh, ele será esquecido em 200 anos de qualquer maneira’. Sim, tenho certeza que eles disse isso também sobre Giraldus Cambrensis e sobre o mito de Arthur”, continuou.

“Eu apostarei dinheiro para que Tolkien, de todos os escritores contemporâneos que tivemos, seja lembrado em 1.000 anos. Embora saibamos que não é história, esses mitos pré-arturianos farão parte da nossa mitologia da mesma forma que o mito de Arthur faz parte da nossa história. Sociedades fortes dependem das lendas e da mitologia que possuem”, concluiu.

Formado em administração e psicologia. Fez curso de desenho com especialização em cartoons. Adora videogame, animações e filmes e séries de super heróis e monstros.


SIGA-NOS E VEJA MAIS