Associações se unem para impedir que Borat 2 participe de premiações

Sacha Baron Cohen como Borat (Reprodução)
Sacha Baron Cohen como Borat (Reprodução)

Borat: Fita de Cinema Seguinte continua dando o que falar. Depois de diversos problemas com o ex-prefeito de Nova Iorque, Rudy Giuliani, devido a um cena com a atriz que vive a filha de Borat, agora várias associações do Cazaquistão querem impedir que o filme participe de premiações.

De acordo com o site Legião dos Heróis, a Associação Cazaque-Americana e o Conselho de Relações Americano-Islâmicas, enviaram cartas para a Academia do Oscar, a Associação de Imprensa Estrangeira de Hollywood (Globo de Ouro) e a Academia Britânica de Cinemas e Artes Televisvas (BAFTA), pedido para barrar Borat 2 das premiações alegando “racismo, intolerância e discriminação contra o Cazaquistão e seu povo”.

Em uma parte da carta está escrito: “A comunidade cazaque em todo o mundo está sub-representada e inerentemente vulnerável. Sacha Baron Cohen entende esse fato e explora o povo cazaque sequestrando nossa identidade étnica, nos encobrindo e incitando o assédio […] Considerando o clima socialmente consciente de hoje e as novas políticas de diversidade adotada por associações de cinema em todo o mundo, é inacreditável que um filme que repreende, intimida e traumatiza abertamente uma nação de pessoas de cor ainda seja uma forma aceitável de entretenimento”.

Boas notícias

Contudo, não só críticas ruins Borat 2 vem recebendo. O governo do Cazaquistão está usando o famoso bordão do protagonista do filme, “Very Nice”, para promover o turismo no país.

Além disso Sacha Baron Cohen doou 100 mil dólares para Jeanise Jones, a atriz que interpretou a babá da filha de Borat. Em uma entrevista para a Variety, Jones falou que tudo começou quando ela iniciou um vaquinha no GoFundMe: “No total, foram $ 3.600. Não posso dizer que era justo porque eles sabiam que seria um filme, e eu não. Eu apenas pensei que estava fazendo um documentário sobre como fazemos as coisas na América. Mas me culpo por não ter lido quando assinei aqueles papéis”.

Formado em administração e psicologia. Fez curso de desenho com especialização em cartoons. Adora videogame, animações e filmes e séries de super heróis e monstros.


SIGA-NOS E VEJA MAIS


Veja mais ›