Manifest | Matt Long confirma seu retorno na 4ª temporada

Matt Long (no centro) em cena de Manifest (Reprodução)

Depois de campanha na internet e grande aumento de audiência Manifest foi salva pela Netflix, mas dúvidas surgiram, após o anúncio do streaming de que o programa teria uma quarta e última temporada. Entre as dúvidas, a principal, se todo elenco participaria da conclusão da série.

Logo que foi anunciado o cancelamento da série, Matt Long conseguiu um novo trabalho e, por isso, os fãs ficaram aflitos com a possibilidade de seu personagem, Zeke Landon, não retornar para a última temporada, mas ele acaba de confirmar seu retorno.

A confirmação de Long na finalização de Manifest foi feita pelo ator no último domingo, 12 de setembro, nos bastidores do Creative Emmy Awards, quando ele disse que adequará sua agenda para que consiga estar na última temporada, sem que isso prejudique seu novo trabalho.

“Voltarei para algumas coisas, estamos apenas tentando descobrir o máximo que posso fazer. Eu amo muito o personagem do show, mas como você sabe, quando o show foi cancelado eu reservei outro show. Era um piloto. Ainda não sabemos o que está acontecendo com ele. Também é um projeto realmente incrível. Então, estamos apenas tentando trabalhar os horários. Todo mundo quer o melhor para todos, então os dedos cruzados tudo funciona para o melhor”, ele revelou.

Cena da segunda temporada de Manifest
Cena da segunda temporada de Manifest (Divulgação/ NBC)

Quando lembrado da incrível maneira como os fãs da série conseguiram salvá-la de não ter um fim, o ator disse que em sua opinião as coisas aconteceram de forma inacreditável, acrescentando o quanto gosta de seu personagem e do programa.

“É tão surreal, simplesmente não acontece, né? Foi a experiência mais incrível. Entrei para o episódio 12 da primeira temporada, e desde o início, tem sido apenas uma das experiências mais gratificantes da minha carreira. Eu amo tanto o meu personagem”, ele garantiu.

Em seguida ele comentou sobre o cancelamento pela NBC e a grande reviravolta com a Netflix comprando os direitos para dar um fim digno ao programa.

“Depois que foi cancelado, foi de partir o coração. Mas depois fomos pegos pela Netflix, é muito mais do que poderíamos ter sonhado. Mal posso esperar para voltar e ver todo mundo e fazer parte da história novamente”, ele afirmou.

Ao ser indagado sobre o que ele acha que fez com que os espectadores se apaixonassem tanto por Manifest, a ponto de lutar para que a série não fosse cancelada, o ator deu crédito ao criador do programa, Jeff Rake.

“Acho que todos que assistem podem se colocar como imaginar como seria para si mesmos se pulassem cinco anos e meio. Além disso, Jeff Rake, o criador, teceu um mistério realmente complicado com personagens com os quais as pessoas podem se relacionar. Há um monte de pessoas diferentes no show um monte de personagens de diferentes origens. Também é boca a boca; são pessoas conversando entre si e seus amigos e família, e tivemos muita sorte de ter acontecido conosco”, ele opinou.

Veja mais ›