Criadora de Friends admite culpa por falta de diversidade na série

Marta Kauffman disse que enfim entende como foi preconceituosa durante os 10 anos do sitcom

publicidade

Apesar de ser uma das sitcoms mais amadas da história da televisão, Friends tinha alguns probleminhas quando se falava diversidade, já que todos seus personagens eram brancos, heterossexuais e magros, algo que recentemente a criadora da série assumiu a culpa.

Embora anteriormente Marta Kauffman ter alegado que a falta de diversidade no programa era simplesmente um produto de seu tempo, após mais de duas décadas ela enfim resolver assumir sua parcela de culpa no fato, durante uma entrevista ao jornal americano L.A. Times.

“Aprendi muito nos últimos 20 anos. Admitir e aceitar culpa não é fácil. É doloroso olhar para si mesmo no espelho. Estou envergonhada por não saber há 25 anos”, ele começou admitindo.

publicidade
Friends (Divulgação)

A cineasta relembrou como ele percebeu seu imenso erro há dois anos, durante todos os acontecimentos resultados do assassinato de George Floyd, que levantou a necessidade de consciência racial em todo o país de uma maneira que ela enfim entendeu o que tinha feito.

Uma vez ciente do quão preconceituosa ela havia sido durante os dez anos de Friends, ela entendeu que precisava fazer algo para tentar “corrigir” seu passado, se dedicando a valorização da história e cultura dos afrodescendentes.

Para isso ela destinou US$ 4 milhões para criar uma cadeira no departamento de estudos africanos e afro-americanos da Brandeis University, em Waltham, Massachusetts, que ela ressaltou em seu discurso que seria seu meio de fazer o inverso do que fez anteriormente.

“Levei muito tempo para entender como internalizei o racismo sistêmico. Tenho trabalhado duro para me tornar um aliado, um antirracista. E isso me pareceu uma maneira de participar da conversa da perspectiva de uma mulher branca”, ela salientou.

Friends: Divulgação
publicidade

Kauffman fez questão de destacar na época que ela sabia que seus atos atuais não a redimiriam de tudo de errado que ela fez no passado, mas que agora ela estava ciente da maneira certa de fazer e aplicaria em seus próximos trabalhos.

“Tenho que dizer, depois de concordar com isso e quando parei de suar, não me desafogou, mas me levantou. Mas até na minha próxima produção, eu posso fazer isso direito, não acabou”.

“Quero ter certeza de que a partir de agora em todas as produções, que eu estou consciente em contratar pessoas de cor e perseguir ativamente jovens escritores de cor. Quero saber se agirei diferente de agora em diante. E então eu me sentirei descarregada”, ela concluiu.

publicidade

As 10 temporadas de Friends estão disponíveis na HBO Max.

O que você achou? Siga @siteepipoca no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui.

Veja mais ›