Zona de Combate: Filme com Anthony Mackie arranca elogios dos assinantes da Netflix

Anthony Mackie e Damson idris no cartaz de Zona De Combate (Divulgação/Netflix)
Anthony Mackie e Damson idris no cartaz de Zona De Combate (Divulgação/Netflix)

Zona de Combate, filme sci-fi de ação protagonizado por Anthony Mackie, o Falcão o Universo Cinematográfico Marvel (MCU), estreou na última semana na Netflix e já conquistou a maioria dos assinantes do streaming, ocupando a 1º posição no TOP10 do catálogo.

A trama acompanha Harp (Damson Idris), um piloto de drones que é enviado para uma perigosa zona militarizada, onde trabalha para Capitão Leo (Mackie), um oficial androide.

O jovem percebe que seu novo comandante não é um herói e, na verdade, ele está encarregado de encontrar um dispositivo apocalíptico antes de insurgentes anarquistas.

Além de Mackie, o elenco do novo filme da gigante do streaming conta com Damson Idris (de O Passageiro), Enzo Cilenti (de Guardiões da Galáxia), Emily Beecham (de Ave, César!), Michael Kelly (de House of Cards) e Pilou Asbæk (de Game of Thrones).

Devido às cenas de ação e as surpreendentes reviravoltas no roteiro, diversos internautas estão elogiando a produção dirigida por Mikael Håfström (de O Ritual e Rota de Fuga).

A repercussão é tanta que parte dos usuários já assistiram ao longa mais de uma vez, elegendo-o, inclusive, como seu filme preferido:

Porém, mesmo com o sucesso na plataforma, nem todos os internautas compartilham da mesma opinião à respeito do filme:

Críticos especializados

O longa encontra-se no Rotten Tomatoes com 35% de aprovação, após 60 avaliações computadas, tendo 21 positivas e 39 negativas.

“Anthony Mackie é fantástico e há algumas boas reviravoltas. Mas é o filme é muito longo e o ritmo cansativo. Quando chega ao fim, você provavelmente irá esquecê-lo.” – MAMA’s GEEKY

“É divertido o suficiente, mas você fica esperando acontecer algo mais peculiar, mais desordenadamente humano, mais imaginativamente desenhado fora dos limites.” – DATEBOOK

“É uma crítica banal, mas verdadeira; Outside the Wire provavelmente teria sido muito mais divertido como um jogo de videogame do que como filme.” – FLICKERING MYTH

“Deve haver outras maneiras melhores de passarmos algumas horas durante este apocalipse em câmera lenta que vivenciamos.”  – SooToday.com

Formado em Criação e Produção Audiovisual. Frequentador assíduo das salas de cinemas e também colecionador há anos de filmes em DVD e Bluray. Atuou como produtor e editor do SBT e na redação de blogs e sites em geral. Atualmente, trabalha como redator do E-Pipoca.


SIGA-NOS E VEJA MAIS


Veja mais ›