Warner Bros. aponta novo executivo para supervisionar e expandir a franquia Harry Potter

Harry Potter e o Cálice de Fogo (Divulgação/Warner Bros.)
Harry Potter e o Cálice de Fogo (Divulgação/Warner Bros.)

Segundo informações da revista Variety, o executivo Tom Ascheim foi promovido pela Warner Bros. e supervisionará a franquia de filmes Harry Potter e as propriedades do Mundo Bruxo (The Wizarding World).

Ascheim também atua como presidente de clássicos para crianças e jovens adultos da Warner. Ele se reporta à chefe da WarnerMedia, Ann Sarnoff.

Entre as suas novas responsabilidades, Ascheim será o principal representante da WarnerMedia no relacionamento com a autora J.K. Rowling e seus representantes, Neil Blair, o agente e Blair Partnership, diretor de criação.

Cena de Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban (Divulgação/Warner Bros.)
Cena de Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban (Divulgação/Warner Bros.)

O executivo também terá a missão de expandir as propriedades da saga e do Mundo Bruxo (TWW) para as várias lojas e plataformas parceiras do estúdio.

The Wizarding World é uma franquia de mídia de fantasias e universo ficcional compartilhado, baseado na série de romances Harry Potter de J. K. Rowling.

A Warner não fez nenhum anúncio concreto para o futuro de Harry Potter no recente anúncio. No Brasil, todos os filmes da saga estão disponíveis no HBO Go.

Animais Fantásticos

O próximo projeto do universo de Harry Potter é Animais Fantásticos 3, que tem estreia prevista para julho de 2022 e a entrada do ator Mads Mikkelsen no papel do vilão, Gellert Grindelwald, antes interpretado por Johnny Depp.

Envolvido em diversas polêmicas judiciais, Depp foi ‘convidado’ pela Warner a se desligar do projeto, mesmo com as gravações iniciadas. De acordo com o THR, mesmo demitido, o astro continuará recebendo seu salário devido ao contrato pay-or-play, onde o artista é compensado, com o filme sendo feito ou não.

Mads Mikkelsen (Divulgação)
Mads Mikkelsen (Divulgação)

Convidado pelo diretor David Yates para defender o personagem, Mikkelsen espera conseguir o equilíbrio perfeito entre o legado de Deep e sua própria visão de Grindlewald, uma tarefa que, para ele, não será das mais fáceis:

“É algo bem complicado. Ainda estamos trabalhando nisso. É preciso que haja uma ponte entre o que o Johnny fez e o que eu vou fazer. Ao mesmo tempo, eu preciso me apropriar do personagem. Mas precisamos achar alguns links e algumas pontes para que não seja algo completamente desassociado do que ele fez de maneira magistral”

Formado em Criação e Produção Audiovisual. Frequentador assíduo das salas de cinemas e também colecionador há anos de filmes em DVD e Bluray. Atuou como produtor e editor do SBT e na redação de blogs e sites em geral. Atualmente, trabalha como redator do E-Pipoca.


SIGA-NOS E VEJA MAIS


Veja mais ›