Vikings: Valhalla – Tudo o que já sabemos sobre o spinoff

Ragnar (Travis Fimmel) e Lagertha (Katheryn Winnick) em Vikings (Reprodução)
Ragnar (Travis Fimmel) e Lagertha (Katheryn Winnick) em Vikings (Reprodução)

Vikings não terá uma sétima temporada, mas os fãs da saga nórdica estão aguardando a chegada da série spin-off, Vikings: Valhalla.

A série começou a ser filmada no verão de 2020 no Ashford Studios na Irlanda e, embora a produção tenha sido suspensa por alguns dias devido a ocorrência de pessoas com COVID-19, entre elenco e produção, as coisas voltaram aos trilhos rapidamente.

Inicialmente, pensava-se que a série seria lançada perto do final deste ano de 2021, mas os problemas no percurso atrasaram a primeira temporada, portanto, caso não haja mais nenhuma interrupção, há uma boa probabilidade de que a série chegue à Netflix em 2002, conforme publicou o site Screenrant

Cenário e história de Valhalla

Enquanto Vikings cobriu o início da era Viking na Inglaterra, o spin-off Valhalla será sobre os anos que antecederam o fim dessa era.

Vikings tomava muitas liberdades com datas e eventos históricos e geralmente evitava ser muito específica sobre localização específica no tempo, e parece que os Vikings: Valhalla continuará da mesma forma.

A série contará a história de Erik, o Vermelho, explorador viking que morreu por volta de 1003, e seu filho, Leif – que morreu por volta de 1020. A trama também trará o Rei normando Guilherme, o Conquistador – que nasceu em torno de 1028. Em termos gerais, Vikings: Valhalla será ambientada na Escandinávia e na Inglaterra do século 11, mas não espere uma precisão histórica total.

Considerando todo o tempo cronológico corrido entre uma trama e outra, os personagens de Vikings já estarão todos mortos no momento em que a história de Valhalla começa a ser contada, mas a sequência da série revelará seu legado.

Vikings
Vikings: Reprodução

Em Vikings, o irmão de Ragnar, Rollo, deixou a Escandinávia, seu povo e os deuses nórdicos para trás para se tornar o primeiro governante da Normandia – e o tataraneto de Rollo foi Guilherme, o Conquistador.

De acordo com registros históricos, Erik, o Vermelho, foi o primeiro explorador viking a chegar à América do Norte, mas em Vikings: Valhalla ele poderia descobrir que Ubbe chegou lá primeiro, além de ficar sabendo o que aconteceu com o pequeno povoado de Ubbe.

Outra informação é que a cidade de Ragnar Lothbrok, Kattegat, que já havia se tornado um grande porto comercial no final de Vikings, será um dos maiores portos comerciais da Europa no período de Vikings: Valhalla.

Falando ao Collider, o showrruner de Vikings, Michael Hirst, explicou como os personagens viverão em Valhalla:

“Sempre que [os personagens de Vikings: Valhalla] se encontram no grande salão em Kattegat, é claro que eles falam sobre os grandes heróis que costumavam se sentar no mesmo salão e à mesma mesa, e eles eram Ragnar Lothbrok, Lagertha, Bjorn Ironside e Ivar, o Desossado, que agora são personagens míticos até mesmo dentro da série. Então, tudo se conecta de uma forma útil, interessante e fascinante.”

Veja mais ›