Três razões pelas quais Cristina e Burke não poderiam nunca dar certo

Cristina (Sandra Oh) e Burke (Isaiah Washington) em Grey's Anatomy (Reprodução)
Cristina (Sandra Oh) e Burke (Isaiah Washington) em Grey’s Anatomy (Reprodução)

Logo nas primeiras temporadas, quando os fãs começaram a acompanhar Grey’s Anatomy, eles poderia dizer que Cristina e Burke eram um casal excelente.

No entanto, olhando para trás, é possível ver como há momentos em que eles não faziam sentido nenhum juntos.

Jogo de poder entre aluno e professor

É um fato que Cristina não era nada mais que uma aluna estagiária quando Burke a convidou para sair com ele.

A dinâmica de poder que ela exercia sobe ele era bastante evidente e nem mesmo o próprio Burke não conseguiu se desvencilhar disso quando questionou uma colega residente só porque sua namorada interna pediu.

Isso era algo que ele nunca tinha feito antes, e ele percebe por que essa dinâmica de poder é bastante complicada e o quanto isso poderia prejudicar sua reputação dentro do hospital.

Um tirava proveito do outro

A reação instintiva de Cristina ao saber dos tremores de Burke foi ajudá-lo nas cirurgias para garantir que sua carreira não terminasse.

Os dois tinham total noção de que essa não era a decisão mais sábia e Cristina ainda era apenas uma estagiária bastante preocupada com o homem que amava, mas também o que ela poderia perder caso ele não fosse mais o cirurgião cardíaco mais importante do hospital.

Burke deveria ter raciocinado e ter tomado decisões melhores, como a de revelar a verdade a todos e pedir a ajuda de Derek (o que aconteceu posteriormente), mas ao invés disso, ele apenas seguiu o plano dela.

Quando ela finalmente informou o Chefe sobre isso, ele ficou extremamente zangado com ela também, embora fosse a coisa certa a fazer.

Os dois eram muito cabeça dura

Cristina era uma bagunceira, de forma que era quase impossível conviver com ela.

Já Burke era tão limpo e organizado que os dois se tornavam completamente incompatíveis.

Esta é apenas uma das maneiras pelas quais os dois eram diferentes, de forma que chegar a um acordo era bastante complicado.

O problema é que os dois eram muito felizes com sua forma de ser e estavam tão determinados em seus caminhos que não se sentiam dispostos a mudar por ninguém, nem mesmo um pelo outro.


SIGA-NOS E VEJA MAIS


Veja mais ›