Alan Tudyk conta como realmente foram as regravações de Rogue One

Alan Tudyk (Divulgação)
Alan Tudyk (Divulgação)

Rogue One: Uma História Star Wars passou por muitos problemas antes de chegar aos cinemas.

O longa metragem passou extensas refilmagens e reescritas. Felizmente, ele se tornou um dos maiores sucesso da LucasFilm e um dos filmes preferidos do fãs.

Falando em uma entrevista para o Collider, Alan Tudyk, contou como foi trabalhar com o roteirista Tony Gilroy e o diretor Gareth Edwards, e nas regravações do filme.

“Tony Gilroy chegando no final e fazendo todas as reescritas… ainda era a mesma coisa, apenas conectava as coisas de forma um pouco mais estreita. Mas Gareth, cara. K2SO não seria K2SO, o K2 que foi para o filme, sem Gareth, e sem as decisões que Gareth fez. Todas as coisas, como falas que eu disse, onde fiquei brincando na metade do tempo porque Gareth tornou tudo muito divertido no set”.

O ator continuou:

“Foi tão tranquilo e proativo, um diretor tão proativo. Coisas que tipo, somos pegos, estava fingindo que Cassian era um prisioneiro e dizendo [depois] que eu bati nele, ‘Silêncio! E tem mais se você reclamar de novo’.

Aquilo não teria entrado, era apenas brincadeira. E esse foi Gareth… Ele nos deixou brincar, e isso acabou se tornando um tom do personagem ao longo do filme e acabou no filme finalmente”.

K2SO (Reprodução / LucasFilm)
K2SO (Reprodução / LucasFilm)

Mudança no corte final

Alan Tudyk também lembra com carinho sobre as filmagens apesar dos desafios. Ele também apontou o que foi colocado no marketing e não apareceu no corte final.

“Houve um certo ponto no início em que a história mudou. Um novo escritor foi trazido e as coisas mudaram”.

E então, eu conheci o personagem de Jyn Erso de uma maneira, e eles até o usaram nos trailers onde eu digo, ‘Olá, Cassian disse que você é um amigo. Eu não vou matar você’.

Nós estávamos no set e pensávamos, ‘Ok, essa cena é depois de nos conhecermos? Ou antes? Oh, acabamos de nos conhecer em uma nova cena que aconteceu’. Isso é complicado. Isso pode abalar a sua fé”.

Formado em administração e psicologia. Fez curso de desenho com especialização em cartoons. Adora videogame, animações, filmes e séries de super heróis e monstros.


SIGA-NOS E VEJA MAIS


Veja mais ›