Robert Rodriguez planeja retornar com a franquia Pequenos Espiões

Pequenos Espiões (Divulgação)
Pequenos Espiões (Divulgação)

Após o sucesso de Pequenos Grandes Heróis na Netflix, onde os personagens do filme As Aventuras de Sharkboy e Lavagirl (2005) foram resgatados, o diretor Robert Rodriguez planeja relançar outra franquia de sucesso de sua filmografia.

De acordo com informações do Deadline, o cineasta deve retomar a saga de Pequenos Espiões em parceria com a Syglass Media, dona da franquia, e a Skydance Media, que mostrou interesse em adicionar os filmes ao seu catálogo.

Ainda não há informações sobre elenco ou data de lançamento.

Gary Barber e Peter Oillataguerre serão os produtores da nova produção, que contará com roteiro e direção de Robert Rodriguez. O próximo filme pode ser uma continuação direta dos filmes anteriores ou um reboot com novos personagens.

Rodriguez lançou o filme original em 2001, seguido por Pequenos Espiões 2: A Ilha dos Sonhos Perdidos no ano seguinte e Pequenos Espiões 3: Game Over em 2003. Em 2011 a saga foi retomada com Pequenos Espiões 4.

Os quatro filmes arrecadaram mais de US$ 550 milhões de bilheteria mundial.

No filme original, o famoso casal de espiões Gregorio (Antonio Banderas) e Ingrid (Carla Gugino) Cortez são sequestrados pelo inescrupuloso vilão Fegan Floop (Alan Cumming) e seus filhos, Carmen (Alexa Vega) e Juni (Daryl Sabara), precisam se unir para resgatá-los. Sem treinamento, os jovens partem em sua primeira missão como espiões. O elenco apareceu ao longo de toda a franquia.

Robert Rodriguez com Baby Yoda no set de The Mandalorian (Divulgação/Disney+)
Robert Rodriguez com Baby Yoda no set de The Mandalorian (Divulgação/Disney+)

Sucesso

Rodriguez tem tido experiências positivas com plataformas de streaming nos últimos meses. Além de dirigir um dos episódios mais aclamados da segunda temporada de The Mandalorian, do Disney+, o diretor também lançou Pequenos Grandes Heróis, que vêm fazendo muito sucesso na Netflix.

Robert revelou que a equipe que trabalhou em Pequenos foi a mesma de Alita: Anjo de Combate (2019), e elogiou os profissionais envolvidos nos efeitos:

“Quando WETA, com quem eu tinha feito Alita, interveio e disse que adoraria continuar trabalhando comigo mesmo que esse fosse um orçamento muito menor do que tínhamos no filme anterior, não importava quanto tempo tinha passado, mas eu sabia quão bom eles eram. Eles fizeram um ótimo trabalho.”

Formado em Criação e Produção Audiovisual. Frequentador assíduo das salas de cinemas e também colecionador há anos de filmes em DVD e Bluray. Atuou como produtor e editor do SBT e na redação de blogs e sites em geral. Atualmente, trabalha como redator do E-Pipoca.


SIGA-NOS E VEJA MAIS


Veja mais ›