Produtora de Mulher-Hulk desabafa sobre críticas ao efeitos e sugere machismo

As pessoas se sentem no direito de criticarem mulheres abertamente, disse.

publicidade

Para Kat Coiro, uma quantidade muito grande das críticas que Mulher-Hulk está recebendo são causadas pela cultura machista predominante no mundo todo.

A diretora da série participou recentemente de uma conferência de imprensa para o Television Critics Association ao lado de Jessica Gao, roteirista-chefe e da protagonista, Tatiana Maslany.

publicidade

O programa tem recebido sua cota de críticas sobre os efeitos da série, sobretudo os que envolvem a versão Hulk da protagonista. Coisas como, ‘fake’, ‘aspecto de borracha’ e ‘mal feito’ foram alguns dos comentários feitos.

Tatiana Maslany é Jennifer Walters/She-Hulk em Mulher-Hulk: Defensora de Heróis (Reprodução/Twitter)

Kat afirmou que, na opinião dela, as pessoas estão tão acostumadas a opinar o tempo todo sobre a aparência feminina que elas não conseguem se controlar nem quando se trata de uma mulher imaginária:

“Em termos das críticas aos efeitos de computação gráfica, eu acho que tem muito mais a ver com a crença cultural de que as pessoas são donas dos corpos de mulheres. Eu acho que a maior parte das críticas vem da sensação de que eles podem ridicularizar a mulher de efeitos especiais.”

publicidade

A cineasta também disse que, mesmo que a produção tivesse ouvido às criticas e agido sobre elas, ainda assim teriam enfrentado a mesma situação:

“Tem muita conversa rolando sobre o fato de que baseamos o corpo dela em atletas olímpicos e não halterofilistas, mas eu acho que se a gente tivesse feito o oposto, a gente estaria sendo criticado do mesmo jeito. Eu acho que é uma batalha difícil de vencer quando você está criando corpos femininos.

publicidade
Tatiana Maslany como Jennifer Walters em She-Hulk (Reprodução / Marvel)
Tatiana Maslany como Jennifer Walters em She-Hulk (Reprodução / Marvel)

Personagem está sendo criticada por ser ‘diferente’, diz produtora

Em outra entrevista recente, esta para a SFX Magazine, Kat disse que a aparência da Mulher-Hulk era algo novo, e que as pessoas não estavam acostumadas, por isso a reação:

“Eu acho que muitas das reações têm a ver com o fato de que ela é muito diferente de tudo que já foi visto antes. Quando você pensa no Thanos ou no Hulk, eles têm aquela monstruosidade, aspereza e um tamanho particular que é simplesmente muito diferente. E quando você vê um pouco dela, é quase chocante porque aquilo não foi visto antes.”

publicidade

Mulher-Hulk: Defensora de Heróis estreia no Disney+ no dia 18 de agosto.

Fonte: The Hollywood Reporter

O que você achou? Siga @siteepipoca no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui.

Veja mais ›