Profissional da Marvel finalmente abre o jogo sobre efeitos ruins de Mulher-Hulk: Defensora de Heróis: “Monstruosidade”

Kat Coiro, diretora da série, acredita que personagem está sendo rejeitada por ser diferente

publicidade

Desde que as primeiras imagens de Mulher-Hulk: Defensora de Heróis foram divulgadas, a série foi alvo de críticas por conta dos efeitos especiais considerados ruins pelos admiradores online da Marvel Studios.

Kat Coiro, diretora e produtora executiva da atração defendeu as escolhas feitas para os efeitos da personagem. Segundo a cineasta, a Marvel Studios ficou meses desenvolvendo a aparência da heroína antes de sequer iniciar a produção da série.

publicidade

“[O processo] foi pegar o design e perguntar: ‘Estamos captando as expressões faciais e as nuances de reação?’ É isso que é mais importante o tempo todo, realmente mostrar as coisas com detalhes”, revelou ao  SFX Magazine (via Games Radar).

Kat também não ficou com raiva ou triste com os comentários negativos, mas em vez disso encontrou uma justificativa plausível para todo o ódio que Mulher-Hulk recebeu.

De acordo com ela, a aversão à aparência da personagem tem mais a ver com uma falta de familiaridade com algo diferente do que com efeitos ruins:

“Eu acho que muitas das reações têm a ver com o fato de que ela é muito diferente de tudo que já foi visto antes. Quando você pensa no Thanos ou no Hulk, eles têm aquela monstruosidade, aspereza e um tamanho particular que é simplesmente muito diferente. E quando você vê um pouco dela, é quase chocante porque aquilo não foi visto antes.”

publicidade
Cena de She-Hulk (Divulgação/Marvel)

Elemento emocional foi parte integral da criação dos efeitos

A diretora também elogiou o trabalho de Victoria Alonso, Presidente de Animação Física, Pós-Produção e Efeitos Visuais da Marvel Studios. Para Kat, o que faz o diferencial dos efeitos da série é como eles foram criados com a reação emocional dos espectadores e mente:

publicidade

“Ela tem um olho incrível, e para mim muito daquilo vem dessa reação instintiva emocional apoiada em décadas de experiência técnica. Ela mantém essa reação emocional aos efeitos visuais. Assisti-la trabalhar me ensinou muito sobre o que faz algo funcionar ou não; o que torna algo irreal? E tudo isso depende da performance do ator e capturar aquilo.”

Mulher-Hulk: Defensora de Heróis estreia no Disney+ em 17 de agosto.

O que você achou? Siga @siteepipoca no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui.

Veja mais ›