Produtor explicou o que são as Incursões em Doutor Estranho 2

Filme fez bagunça ainda maior que a de Loki no Multiverso e terá que enfrentar consequências.

publicidade

A versão do Doutor Estranho do Universo 616 causou uma grande confusão e bagunçou todo o universo 838 em Doutor Estranho no Multiverso da Loucura, mas isso não quer dizer que as coisas vão simplesmente ficar por isso mesmo.

É fato que o acerto de contas precisará ser feito em algum momento, já que as viagens feitas para salvar América Chavez e para derrotar a Feiticeira Escarlate evitaram apenas uma catástrofe a curto prazo.

publicidade

Agora, existe uma ameaça persistente de Incursão pairando sobre todo o Multiverso e foi exatamente isso que o produtor Reed Richards explicou.

Cena de Doutor Estranho no Multiverso da Loucura (Reprodução / Marvel)
Cena de Doutor Estranho no Multiverso da Loucura (Reprodução / Marvel)

“Uma incursão ocorre quando um ser de um universo viaja para outro e deixa um rastro grande o suficiente.”, disse ele à Marvel.

“Você não pode ir para outro universo e começar a andar por aí e fazer grandes ondas. Se você fizer isso, vai bagunçar todo o equilíbrio do Multiverso, e pode destruir um ou ambos os universos inteiramente. A conexão mágica entre esses dois universos não deve ser mexida.”

O próprio roteirista do filme, Michael Waldron, explicou:

publicidade

“Estranho foi para o Multiverso e o adulterou o máximo que você provavelmente poderia. Eu não acho que seja nenhuma surpresa pelas regras que Reed [Richards] estabeleceu que ele causou uma Incursão.”

Assim, com a participação de Clea no final, algumas pistas podem ter sido dadas sobre o que acontecerá futuramente, mas os fãs precisarão aguardar mesmo os próximos acontecimentos do MCU para conseguir entender a dimensão dos acontecimentos reais.

publicidade
Benedict Cumberbatch em Doutor Estranho no Multiverso da Loucura (Reprodução / Marvel)
Benedict Cumberbatch em Doutor Estranho no Multiverso da Loucura (Reprodução / Marvel)

George. R. R. Martin publicou uma crítica emocionada a Doutor Estranho no Multiverso da Loucura

“‎Sam Raimi sempre foi um dos meus diretores favoritos. E Doutor Estranho sempre foi um dos meus personagens favoritos da Marvel. Essa versão do personagem, deslizando através de portais em dimensões surreais cheias de coisas flutuantes e realidades alternativas, foi aquela pela qual me apaixonei, muito tempo atrás quando o mundo era jovem (e eu também). Eles até nos deram CLEA! Eu amo a Clea!‎”, iniciou o escritor.

“‎Ver esse filme trouxe de volta uma memória querida do dia em que participei do primeiro evento de quadrinhos do mundo, em 1964, em Greenwich Village. Eu tinha 15 anos. O evento foi realizado em uma pequena sala em algum tipo de salão sindical, com quadrinhos antigos sendo vendidos em caixas de papelão. O fabuloso Flo Steinberg apareceu, assim como Steve Ditko.”

“Ele ainda é um dos melhores quadrinistas que já trabalharam na indústria.‎”

“De qualquer maneira… MULTIVERSO DA LOUCURA acordou o fã da Marvel adormecido em mim, e me senti muito feliz com isso.”, finalizou o escritor.

O que você achou? Siga @siteepipoca no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui.

Veja mais ›