Outlander: Quais são as principais diferenças entre a protagonista Claire nos livros e na TV

Outlander: Reprodução

Tanto nos romances escritos pela autora Diana Gabaldon quanto na adaptação realizada pelo canal Starz, Claire é a heroína de Outlander e faz as viagens mais loucas no tempo.

Muitos dos elementos da história de Claire permaneceram praticamente iguais desde que o livro foi adaptado para as telas.

Isso inclui como Jamie e Claire se conhecem, e também como seu relacionamento progride ao longo dos anos.

No entanto, existem algumas modificações cruciais feitas ao longo da série que listamos a seguir:

  • Perspectivas diferentes?

Nos romances, a maior parte da história é contada inteiramente através da perspectiva de Claire, mas a série também enfoca os pontos de vista de outros personagens importantes, como Jamie, por exemplo.

  • Mudanças temporais em eventos?

Outra grande mudança veio na quinta temporada, quando o show terminou com o sequestro e estupro horrível que a protagonista sofreu. No entanto, nos livros de Gabaldon, isso só acontece bem posteriormente.

  • Claire é mais intrépida?

Existem fãs do programa que já leram os livros e argumentam que a personagem parece ser bem mais corajosa e motivada na sua versão na TV do que naquela que é descrita pelos livros.

Pode ser que isso não passe de apenas impressão, mas o fato é que muitos fãs também não parecem se importar com esses pequenos detalhes, afinal, no fim das contas, o que mais importa é que a história principal esteja indo na mesma direção e seja contada de modo que todos possam desfrutar daquilo que estão assistindo.

– Por muito pouco nem teríamos conhecido os personagens de Outlander

Diana Gabaldon é uma autora que se tornou bastante premiada e reconhecida pela por ter criado e escrito a história dos personagens da série Outlander.

Entretanto, seu plano inicial era outro. Ela não pretendia que os livros se tornassem best-seller no mundo inteiro nem planejava que fossem adaptados para uma série de televisão.

A autora comentou em entrevista que ela só imaginou a história e começou a escrevê-la para ‘treinar’ um pouco seu processo de escrita. Ela queria aprender a escrever, mas não pretendia publicar.

“Eu queria escrever um livro prático para aprender a escrever romances e estava pensando, qual seria o tipo de coisa mais fácil possível de escrever e Outlander era meu livro de prática.”

Um Psicólogo que estuda Medicina, ensina inglês, toca piano, ama escrever e tem um gato. =P


SIGA-NOS E VEJA MAIS


Veja mais ›